Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/6441
Título: Localização do forâmen apical do canal meso-vestibular em dentes molares maxilares e mandibulares
Autor: Madureira, David Eduardo Cruz
Orientador: Guimarães, Duarte
Palavras-chave: Forâmen Apical
Anatomia Dentária
Ápex Anatómico
Dentes Molares
Raiz Meso-Vestibular
Apical Foramen
Dental Anatomy
Anatomic Apex
Molar Teeth
Mesiobuccal Root
Data de Defesa: 19-Jul-2017
Resumo: A Endodontia é uma opção para recuperar a estética e a funcionalidade de uma peça dentária que está gravemente lesionada, sendo uma alternativa recomendável para evitar a sua perda. Objetivos: Este estudo teve como objetivo calcular a percentagem em que a distância entre o ápex anatómico e o forâmen apical é superior a 1mm e determina-la em termos estatísticos. Métodos: Os dentes foram desinfetados e preparados através da abertura de uma cavidade de acesso, negociados e permeabilizados com lima K10 e hipoclorito de sódio a 5% que permitiu injetar o corante azul-metileno no canal meso-vestibular em dentes molares maxilares e mandibulares. Foram medidos e, posteriormente, estabilizados e cortados a 1mm do ápex anatómico. Dividiram-se em dois grupos e foram analisados através de uma lupa. Resultados: Dos 60 dentes analisados, 93,3% dos dentes superiores e 96,7% dos inferiores, apresentavam canal a 1mm do ápex anatómico, P=1,000 (Teste Exato de Fisher). A mediana da distância, em milímetros foi, para os superiores Me=0,5mm (IC 95%: 0,2-0,5) e para os inferiores Me=0,2mm (IC 95%: 0-0,5). A distância mínima encontrada foi 0,0mm e a máxima de 1,7mm e 1,1mm para os molares superiores e inferiores, respetivamente. Conclusões: Não há uma diferença significativa na proporção de casos em que a distância é superior a 1mm, em ambos os grupos. O forâmen anatómico do canal MV dos molares inferiores está mais próximo (Me=0,2mm) do ápex anatómico do que nos molares superiores (Me=0,5mm).
Endodontics is an opportunity to recover the aesthetics and functionality of a tooth that is severely damaged and is a highly recommended procedure to prevent tooth loss. Objectives: This study aims was estimate the percentage in which the distance between the anatomical apex and the apical foramen is bigger than 1mm, and evaluating the distance in statistical terms. Methods: The teeth were disinfected and prepared through the opening of an access cavity, negotiated and permeabilized with K10 lime and 5% sodium hypochlorite that allowed the blue-methylene dye to be injected into the mesiobuccal canal in maxillary and mandibular molar teeth. They were measured, stabilized and cut 1 mm from the anatomic apex. They were divided into two groups and analysed using a magnifying glass. Results: Of the 60 teeth analysed, 93.3% of the upper teeth and 96.7% of the lower teeth had a canal 1mm from the anatomic apex, P=1,000 (Fisher's exact test). The average distance in millimetres was for Me=0.5mm (95% CI:0.2-0.5) and for Me=0.2mm (95% CI:0-0.5). The minimum distance was 0.0mm and the maximum 1.7mm and 1.1mm for the upper and lower molars, respectively. Conclusions: There is no significant difference in the proportion of cases in which the distance is bigger than 1mm in both groups. The distance from the anatomical foramen of the mesiobuccal canal to the anatomic apex in the lower molars is closer (Me=0.2mm) than in the maxillary molars (Me=0.5mm).
URI: http://hdl.handle.net/10284/6441
Designação: Mestrado Integrado em Medicina Dentária
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_27255.pdfPPG_27255610,71 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.