Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/990
Título: Os alunos de Enfermagem do 4º ano da Faculdade de Ciências da Saúde - Universidade Fernando Pessoa perante as práticas de Distanásia num doente em fase terminal
Autor: Silva, Mariana Isabel Guedes Azevedo
Orientador: Alves, Francelina
Data de Defesa: 2008
Editora: [s.n.]
Resumo: A distanásia consiste em atrasar o mais possível o momento da morte utilizando todos os meios possíveis, sejam estes, proporcionados ou não, mesmo que não haja esperança alguma de cura. São assim, empregues todos os meios e técnicas, mesmo que isso traduza infligir ao doente terminal sofrimentos adicionais e que, evidentemente, não poderão afastar a indeclinável morte, mas somente adiá-la por umas horas ou dias, comprometendo, muitas vezes, a qualidade de vida do doente. Verificámos que na sociedade actual, cada vez mais, lidámos com situações de distanásia e, claro está, com todos os problemas e questões que esta levanta. Considerámos desta forma importante, confrontar os alunos de enfermagem do quarto ano com esta questão e compreender de que forma estes encaram esta temática. Assim, temos como principais objectivos identificar qual a opinião dos alunos sobre as práticas e o conceito de Distanásia num doente em fase terminal e, conhecer a importância que os alunos atribuem ao tema. A componente teórica deste trabalho é o resultado duma pesquisa bibliográfica intensa e que se encontra num texto, em que se pretende dar ao leitor todos os conceitos e ideias que considerámos fundamentais para a compreensão da problemática que o estudo encerra. Para a realização do estudo, foi escolhida uma amostra de sessenta alunos do quarto ano de Enfermagem da Faculdade de Ciências da Saúde – Universidade Fernando Pessoa. A investigação é de natureza quantitativa descritiva e o instrumento de colheita de dados utilizado foi o questionário. Da análise dos questionários emerge a opinião dos alunos sobre as práticas e o conceito de distanásia e, também, da importância que atribuem ao tema. Os resultados obtidos permitiram concluir que a maioria dos alunos é contra as práticas de distanásia num doente em fase terminal, contudo, uma grande percentagem dos mesmos desconhece o que realmente significa o conceito de distanásia. A presente monografia contribuiu para a evolução dos nossos conhecimentos em enfermagem e da nossa capacidade de reflexão crítica. O conhecimento dos métodos e das técnicas de investigação irão permitir a realização futura de outros trabalhos neste âmbito.
Descrição: Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Enfermagem
URI: http://hdl.handle.net/10284/990
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
13890.pdf206,11 kBAdobe PDFVer/Abrir
13890anexos.pdf41,08 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.