Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/688
Título: Tensão arterial em três distritos de Portugal
Autor: Pina, Lígia Isabel Gomes de
Orientador: Castro, Ana Rita
Silva, Cláudia
Data de Defesa: 2008
Editora: [s.n.]
Resumo: A tensão arterial (TA) é a pressão que o sangue exerce na parede das artérias. O aumento da TA é um problema de saúde grave, que envolve, essencialmente os países desenvolvidos, aumentando, assim, o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. O objectivo deste trabalho é o estudo da TA em pessoas de 3 distritos de Portugal, nomeadamente Aveiro, Braga e Viana do Castelo e a comparação da hipertensão arterial nesses distritos com diversos factores, tais como sexo, idade, índice de massa corporal, glicose e colesterol sanguíneos. Para este estudo utilizou-se uma população adulta sujeita a rastreios realizados pelo Projecto ambulatório de Saúde Oral e Pública (PASOP). Os resultados obtidos revelaram que a maior parte das mulheres da amostra tinha TA normal e a maioria dos homens sofria de hipertensão (p=0,044). No distrito de Aveiro a maioria das mulheres com TA normal tinha entre 18 e 39 anos (p<0,001) e peso normal (p=0,030). A maioria das hipertensas possuía entre 40 e 59 anos (p<0,001) e peso normal (p=0,030). Grande parte das mulheres do distrito de Braga, com TA normal, tinha entre 40 e 59 anos (p<0,001) e peso normal (p=0,001), enquanto as hipertensas exibiam, na sua maioria, idades compreendidas entre 60 e 91 anos (p<0,001) e excesso de peso (p=0,001). Os homens deste distrito, com TA normal, manifestavam na sua maioria excesso de peso (p=0,006) e possuíam entre 18 e 39 anos (p=0,003). Grande parte dos hipertensos deste distrito sofria de obesidade (p=0,006) e apresentava idades compreendidas entre os 60 e 0s 91 anos (p=0,003). No distrito de Viana do Castelo, a maioria das mulheres com valores de TA normais tinha entre 40 e 59 anos, na maior parte das hipertensas, a idade variava entre os 60 e os 91 anos (p<0,001). Relativamente aos níveis de colesterol e glicose sanguíneos, estes apresentaram valores médios inferiores a 200 mg/dL e a 140 mg/dL, respectivamente. Como conclusão verificou-se que a idade, o sexo e o excesso de peso condicionam a TA. Os homens deste estudo eram mais velhos que as mulheres, mais pesados e maioritariamente hipertensos. Para além disso verificou-se a necessidade de educar a população, visto que pequenas modificações nos hábitos diários levariam a uma diminuição de TA e, assim, a um aumento importante da qualidade de vida.
Descrição: Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa para obtenção do grau Licenciada em Análises Clínicas e Saúde Pública
URI: http://hdl.handle.net/10284/688
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Monografia 13586.pdf254,63 kBAdobe PDFVer/Abrir
capa13586.pdf19,32 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.