Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10284/6393
Title: Delinquência
Other Titles: processos de vitimação e padrões de vinculação
Author: Ribeiro, Daniela Catarina Gomes
Advisor: Nunes, Laura M.
Keywords: Delinquência
Vinculação
Vitimação
Vitimação do delinquente
Delinquência e vinculação
Delinquency
Attachment
Victimization
Delinquent victimization
Delinquency and attachment
Defense Date: 9-Jan-2018
Abstract: A literatura defende que, sujeitos com padrões de vinculação inseguros tendem a ingressar mais facilmente em contextos de delito, e consequentemente associar-se a pares destas subculturas. Do mesmo modo, uma maior proximidade a pares desviantes, aumenta a vulnerabilidade e exposição a situações de risco e violência, o que se traduz numa maior propensão para a vitimação. Assim, o presente trabalho tem como foco geral, a caracterização do fenómeno da vitimação em indivíduos com trajetórias de delinquência, e em específico, identificar padrões de vinculação predominante; recolher informação sobre experiências de vitimação, de forma a identificar a presença de um padrão de vitimação na população em análise; captar a perceção dos inquiridos a respeito destas vivências; e procurar eventual ligação entre a experiências de vitimação e estilos de vida desviantes. Os resultados obtidos com uma amostra de 64 indivíduos, confirmam a predominância do padrão de vinculação inseguro (60,94%), e a elevada frequência da sobreposição ofensor-vítima (79,69%). Como esperado, também se verifica que indivíduos envolvidos no crime de tráfico de drogas (56,9%) assumem maior propensão para se tornarem vítimas de violência e crime. Os resultados demonstraram uma tendência para que os crimes sejam perpetrados por conhecidos (62,7%), reforçando assim o elo entre experiências de vitimação e estilo de vida desviante.
The literature argues that subjects with patterns of insecure attachment tend to join more easily into contexts of crime, and consequently associate with peers of these subcultures. Likewise, greater proximity to deviant peers increases vulnerability and exposure to situations of risk and violence, which translates into a greater propensity for victimization. Thus, the present work has as general focus, the characterization of the victimization phenomenon in individuals with delinquent trajectories, in specific, to identify the predominant attachment patterns; collect information of the victimization experiences, in order to identify the presence of a pattern of victimization in the population under analysis; capture the perception of respondents about these experiences; and search for the eventual link between experiences of victimization and deviant lifestyles. The results obtained with a sample of 64 individuals, confirm the predominance of insecure attachment patterns (60.94%), and the high frequency of the overlap offender-victim (79.69%). As expected, individuals involved in drug trafficking crimes (56.9%) assume a greater predisposition to become victims of violence and crime. The results showed a tendency for perpetrators to be related, in some degree, with the victims (62.7%), thus reinforcing the link between victimization experiences and deviant lifestyle.
URI: http://hdl.handle.net/10284/6393
Designation: Mestrado em Psicologia da Justiça: Vítimas de Violência e de Crime
Appears in Collections:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DM_Daniela Ribeiro.pdf1,44 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.