Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/6377
Título: Reabilitação oral cirúrgica
Outros títulos: aumento ósseo vertical da maxila - limitações éticas
Autor: Teixeira, Ana Rita Cardoso
Orientador: Rodrigues, Jorge
Palavras-chave: Reabilitação oral
Perdas de dimensão horizontal da maxila
Distração óssea
Distração óssea
Enxertos ósseos
Oral rehabilitation
Resorption of the maxillary alveolar ridge
Bone displacement
Bone grafting
Data de Defesa: 31-Jul-2017
Resumo: Introdução: Frequentemente após extrações ou pneumatização do seio maxilar, é frequente a perda de rebordo alveolar devido à sua reabsorção ficando assim impossibilitados de realizar uma correta reabilitação (Monje et al. 2013). Materiais e métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica na base de dados b-on (biblioteca do conhecimento), no repositório institucional da Universidade Fernando Pessoa e biblioteca Ricardo Reis. Das 57 referências bibliográficas pesquisadas, incluindo livros, artigos, revistas cuja recolha foi feita entre Janeiro 2017 e Maio 2017, tiveram como limite temporal 2005-2017 no idioma inglês. Destas foram selecionadas 12 sendo que foram aplicados como critérios de exclusão o limite temporal e a pertinência/enquadramento da informação recolhida. Discussão: Nos casos de atrofia severa da maxila o osso autólogo é o que proporciona maior capacidade osteoindutiva e osteogénica (Schmitt et al., 2012). Da pesquisa realizada, os enxertos ósseos inlay demonstraram ser a opção de maior sucesso; quando utilizados conjuntamente com a colocação de implantes. Conclusões: Existem as mais diversas opções de tratamento para os aumentos ósseos verticais e horizontais, destacando as técnicas de enxerto: Onlay, Inlay (sinus lift). O gold standard a nível de materiais, preconizado por toda a literatura trata-se de enxerto autólogo, idealmente osso intramembranoso. Em todos os casos a escolha do material deve ser feita pelos doentes e a escolha da técnica deve ser feita pelo profissional atendendo às características físicas do caso clínico e dos diversos materiais a usar (Park et al., 2009 e Wauf, 2002).
Introduction: Maxillary bone resorption following tooth extraction or due to pneumatization of maxillary sinus often results in inadequate residual ridges for ideal implant placement (Monje et al. 2013). Materials and Methods: A research bibliography was made at b-on data base, Universidade Fernando Pessoa-institutional repository and Ricardo Reis library. From 57 references researched including books and articles from 2005 – 2017 in English were selected 12. The criteria used to select the chosen resources was based on timeline frame and content relevance. Discussion: In cases with severe resorption of maxillary alveolar ridge, the autogenous bone is the one that provides the best osteoinductive and osteogenic capacities (Schmitt et al., 2012). From the gathered research, the inlay bone graft showed the most success from the other options, while simultaneously using implants. Conclusions: There is a large diversity of options for the treatment of vertical and horizontal bone increase, especially when using inlay/onlay grafting techniques. The gold standard of materials, as proclaimed throughout all the scientific arcticles is the autologous graft. In all cases the material choice should be made by the patient, while the technique applied should be chosen by the professional according to the characteristics of the clinical case and the various materials available (Park et al., 2009 e Wauf, 2002).
URI: http://hdl.handle.net/10284/6377
Designação: Mestrado Integrado em Medicina Dentária
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_27229.pdfPPG_27229743,84 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.