Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/6115
Título: Efetividade da L–PRF na elevação do assoalho do seio maxilar
Outros títulos: revisão sistemática e metaanálise
Autor: Bastos, Fernando Duque Lessa
Orientador: Macedo, José Paulo
Palavras-chave: Metaanálise
Elevação do assoalho do seio maxilar
Fibrina rica em plaquetas e leucócitos
Implantes dentários
Meta-analysis
Sinus floor elevation
Sinus lift
Leucocyte- and platelet-rich fibrin
Dental implant
Data de Defesa: 27-Jun-2017
Resumo: Objetivo: Analisar a efetividade da L–PRF (fibrina rica em plaquetas e leucócitos) na neoformação óssea em procedimentos cirúrgicos de elevação do assoalho do seio maxilar com fixação simultânea de implantes por meio da revisão sistemática da literatura e metaanálise. Materiais e Métodos: Uma pesquisa bibliográfica digital e manual, sem restrição de idioma, data ou desenho do estudo, foi realizada na PubMed/MEDLINE, Cochrane CENTRAL, Web of Science, literatura cinzenta e periódicos em linha, até janeiro de 2017. Foram selecionados estudos em humanos onde a L–PRF foi utilizada como único material de enxerto na elevação do assoalho do seio maxilar via acesso lateral com fixação simultânea de implantes. Estudo de comparação: elevação do assoalho do seio maxilar, via acesso lateral, sem enxerto. Resultados: Foi aplicada a metaanálise proporcional sobre os resultados dos estudos das técnicas com L–PRF e sem enxerto, com um intervalo de confiança (IC) de 95%. A proporção combinada da média de ganho ósseo foi de 94% (95% IC = 0,83 a 0,99) para os procedimentos realizados com L–PRF em um total de 110 medidas, e de 69% (95% IC = 0,55 a 0,82) para os procedimentos sem enxerto em um total de 342 medidas durante os 6 meses de acompanhamento. A proporção combinada da sobrevivência dos implantes foi de 99% (95% IC = 0,97 a 0,99) para os procedimentos realizados com L–PRF em um total de 110 implantes, e de 97% (95% IC = 0,96 a 0,99) para os procedimentos sem enxerto em um total de 482 implantes, durante 6 meses a 7 anos de acompanhamento. Conclusão: Os coágulos de L–PRF apresentaram um efeito estatisticamente significativo sobre a neoformação óssea na elevação do assoalho do seio maxilar via acesso lateral com a instalação simultânea de implantes, porém eles não apresentaram diferença estatisticamente significativa sobre a sobrevivência dos implantes, quando comparado aos procedimentos sem enxerto, durante os 6 meses a 7 anos de acompanhamento.
Aim: Evaluate the effectiveness of leucocyte and platelet–rich fibrin (L–PRF) on new bone formation in maxillary sinus floor augmentation with immediate implant placement via a systematic review and meta-analysis. Materials and Methods: An electronic and hand search without date, language or study design restriction was conducted in PubMed/MEDLINE, Cochrane CENTRAL, Web of Science, grey literature and online journals, to January 2017. Only human studies where L-PRF was applied alone to augment the sinus floor height by lateral sinus approach with immediate implant placement were selected. Comparator studies: maxillary sinus floor augmentation by lateral sinus approach with immediate implant placement without the use of grafting material. Results: A proportional meta-analysis was performed on the outcomes from L–PRF and without grafting techniques studies with the 95% confidence intervals (CI). The pooled proportion of mean bone gain was 94% (95% CI = 0,83 to 0,99) in L–PRF therapy from a total of 110 measures, and 69% (95% CI = 0,55 to 0,82) in the technique without grafting from a total of 342 measures during the 6 months follow-up. The pooled proportion of implant survival was 99% (95% CI = 0,97 to 0,99) in L–PRF therapy from a total of 110 implants, and 97% (95% CI = 0,96 to 0,99) in the technique without grafting from a total of 482 implants, during 6 months to 7 years follow-up. Conclusion: The L–PRF clots showed a statistically significant effect on new bone formation in sinus floor elevation via lateral sinus approach with simultaneous implant placement, however they didn’t show statistically significant difference on implant survival, when compared to no grafting procedures, during 6 months to 7 years follow-up.
URI: http://hdl.handle.net/10284/6115
Designação: Mestrado Integrado em Medicina Dentária
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_35167.pdfPPG_35167996,58 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.