Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/5088
Título: Elevação do seio maxilar versus implantes zigomáticos
Autor: Agra, Ana Judite Rocha Pinto
Orientador: Pereira, Jorge
Data de Defesa: 2015
Editora: [s.n.]
Resumo: Os avanços científicos e tecnológicos que têm ocorrido ao longo das décadas, têm levado ao crescimento dos conhecimentos médicos e ao aparecimento de novos procedimentos cirúrgicos e terapêuticos que têm como objetivo melhorar o dia-a-dia de muitos pacientes. Reabsorções severas da maxila têm, hoje em dia, várias possibilidades de reabilitação, considerando os implantes convencionais, as reconstruções ósseas e os implantes zigomáticos (Rodríguez-Chessa et al., 2014). Os implantes dentários têm vindo a ser muito utilizados para a substituição de peças dentárias. No entanto, existem alguns problemas comuns quando se trata da região posterior da maxila, como uma localização anatómica menos favorável, a atrofia do osso alveolar após algum tempo de edentulismo, a reabsorção do osso alveolar em pacientes com periodontite e ainda a pneumatização das cavidades sinusais. A diminuída altura óssea alveolar torna impossível a reabilitação com implantes convencionais. (Peng et al., 2013). Boyne e James (1980) indicaram a elevação do seio maxilar em pacientes com uma marcada pneumatização para a posterior colocação dos implantes dentários. Esta técnica cirúrgica permite aumentar a altura óssea alveolar e viabiliza o tratamento implantar. Existem até ao momento várias técnicas operatórias para realizar a elevação da membrana sinusal e colocação do material de enxerto. Os estudos sobre os implantes zigomáticos evidenciam que este osso possui uma boa capacidade para receber implantes devido à excelente estabilidade primária ao atravessarem quatro corticais. Este tipo de tratamento foi primeiramente descrito por Branemark em 1998 e, desde então, é considerado para maxilas atróficas no setor posterior. Neste pioneiro estudo clínico, avaliaram-se 164 implantes durante um follow-up de 10 anos e obtiveram-se taxas de sobrevivência de 97%. Destacou-se a utilidade para doenças sistémicas associadas a perda óssea e para pacientes que passaram por cirurgias radicais por lesões tumorais da região maxilo-facial (Galán Gil et al., 2007). The scientific and technological advances of the last decades have led to increased the medical knowledge and the emergence of new surgical and therapeutic procedures that aim to improve the daily lives of many patients. Nowadays, total edentulous patients with severe atrophy of the maxilla have some possibilities for rehabilitation, considering traditional implants, bone reconstruction and zygomatic implants (Rodríguez-Chessa et al., 2014). Dental implants are increasingly being used to replace missing teeth. However, there are common problems in the posterior maxillary region such as restriction in the anatomic location, alveolar bone atrophy after prolonged edentulate state, resorption of alveolar bone in patients with periodontitis and pneumatized sinus cavities causing lack of alveolar bone height. Likewise, lack of bone mass hampers implant restoration in the posterior maxillary region (Peng et al., 2013). Boyne and James (1980) indicated sinus lift to patients with significant pneumatisation for posterior insertion of dental implants. This surgical technique allows to increase the alveolar bone height and enables the implant treatment. There are, till the moment, several surgical techniques to perform the elevation of Schneiderian’s membrane and placement of bone graft. Studies about zygomatic implants highlight that this bone as a suitable anatomical structure that have a good capacity to receive implants because of the excellent primary stability, since they cross four corticals. This treatment was originally described by Branemark in 1998, and since then is considered in maxillae with atrophy of the posterior area. This pioneer clinical study evaluated 164 implants over a follow-up of 10 years and were obtained survival rates of 97%. It stood out the utility for systemic diseases associated with extensive bone loss and for patients who underwent radical surgery from tumors of the maxillofacial region (Gálan Gil et al., 2007).
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/5088
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_23644.pdfPPG_23644925,74 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.