Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/5047
Título: O cancro oral e o papel do médico dentista
Autor: Freitas, Bruna Alexandra Ferreira Marques
Orientador: Trancoso, Pedro
Data de Defesa: 2015
Editora: [s.n.]
Resumo: Globalmente, o cancro oral apresenta uma baixa taxa de incidência. Contudo, tem uma alta taxa de mortalidade e mau prognóstico. Uma das causas deste fenómeno é o atraso no diagnóstico. A prevenção, o diagnóstico precoce do cancro oral, assim como a educação para a saúde são temas importantes de saúde pública que devem, cada vez mais, ser tidos em conta pelos sistemas de saúde e sistemas políticos. A maioria dos cancros poderia ser evitada, se a população estivesse mais a par dos fatores de risco. Quanto mais precocemente o cancro for diagnosticado melhor se torna o prognóstico. É fundamental que, tanto os profissionais de saúde, como a população, tenham a noção do que é o cancro oral, quais os fatores de risco, sinais e sintomas e com que frequência, o exame para a deteção do cancro oral deve ser feito. Assim sendo, é necessário criar estratégias como intervenções nas escolas, locais de trabalho, hospitais e instituições. Desta forma as populações estarão mais conhecedoras das alterações suspeitas na cavidade oral podendo mais facilmente dirigirem-se ao médico dentista, o que facilitará o diagnóstico precoce. Os meios de comunicação também podem e devem ser usados como um meio para divulgar a informação. O médico dentista deve durante a sua prática clínica educar os pacientes e executar com regularidade um exame clínico exaustivo da cavidade oral. A deteção precoce desta neoplasia é fundamental para a melhoria das taxas de mortalidade e morbilidade associadas a esta doença e consequentemente melhorar a qualidade de vida dos doentes e reduzir os custos associados ao tratamento. O diagnóstico precoce salva vidas. Globally, oral cancer has a low incidence rate. But it has high mortality and poor prognosis. One of the causes of this phenomenon is the "delay" in diagnosis. Prevention, early diagnosis of oral cancer as well as health education are important issues of public health and should be taken into account by health and political systems. Most cancers could be avoided if the population were more aware of the risk factors. The sooner the cancer is diagnosed, the better the prognosis becomes. It is essential that both health professionals and the public have a sense of what is oral cancer, which are the risk factors, signs and symptoms and how often the examination for detection of oral cancer should be done. Therefore, should be created strategies as interventions in schools, jobs, hospitals and institutions. Consequently, the public will be more aware of changes in the oral cavity, so they address the dentist, facilitating early diagnosis. The media can also be and should be used to disseminate information. The Dentist must, during their practice educate patients and investigate alterations in the oral cavity. Early diagnosis of this cancer is essential to improve mortality rates, decreasing the costs associated to the treatment and increasing the quality of life of these patients. Early diagnosis saves lives.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/5047
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_23470.pdfPPG_23470610,65 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.