Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4999
Título: Discursos sobre a homoparentalidade no contexto da psicologia clínica e da saúde
Autor: Teixeira, Márcia Isabel Vasconcelos
Orientador: Santos, Luís
Palavras-chave: Discursos
Homoparentalidade
Psicologia clínica e da saúde
Speeches
Homoparenthood
Clinical and health psychology
Data de Defesa: 2015
Editora: [s.n.]
Resumo: A temática da homoparentalidade tem vindo a assumir uma maior visibilidade na sociedade portuguesa. Encontramo-nos numa era de mudança onde já foi legalizado o casamento entre pessoas do mesmo sexo e discute-se atualmente a possibilidade de legislar a coadoção por parte de casais do mesmo sexo. No entanto, apesar desta era de mudança em que nos encontramos, ainda é frequente o confronto com muitos preconceitos em relação à homossexualidade e, por consequente, à parentalidade homossexual. Deste modo, a ideia central do trabalho apresentado consiste em mapear as configurações da homoparentalidade no contexto da psicologia clínica e da saúde. Numa primeira abordagem, efetuou-se uma contextualização teórica inerente à homossexualidade e à parentalidade homossexual. Posteriormente, utilizando a metodologia qualitativa, procurou-se responder aos objetivos definidos para esta investigação, com recurso a um guião de entrevista em profundidade, semiestruturadas, aplicada na forma semi-diretiva. O guião é composto por seis unidades de análise, designadamente,: a) caracterização sociodemográfica dos entrevistados; b) para um desenvolvimento saudável da criança; c) o lugar da família; d) a educação de uma criança por uma família homoparental; e) a investigação em homoparentalidade; f) desafios. Os discursos dos entrevistados foram analisados à luz da análise de conteúdo e sugerem oito aspetos importantes para o desenvolvimento saudável da criança, sendo a necessidade de terem afeto a que mais se evidencia. No que concerne ao lugar da família, os entrevistados defendem que uma família, de sangue ou não, homoparental ou não, será o melhor contexto para o desenvolvimento saudável e equilibrado de uma criança. Salvaguarda-se a necessária avaliação de todas as condições que possam contribuir para o bem-estar da criança. Os resultados sugerem ainda a necessidade de uma permanente e cuidada observação dos princípios éticos e deontológicos consagrados no código deontológico dos psicólogos portugueses, de forma a evitar perceções da realidade e atuações profissionais pautados pelo preconceito e a homofobia internalizada. Por fim, os resultados reforçam a necessidade da disseminação das evidências científicas mais recentes em torno da homoparentalidade. The theme of homoparenthood has been gaining a higher profile in Portuguese society. We find ourselves in an era of change in which has been legalized same-sex marriage and currently discusses the possibility of legislating coadoption by same-sex couples. However, despite this era of change in which we find ourselves, it is still frequent to find many prejudices about homosexuality and, consequently, the homosexual parenting. Thus, the central idea of this dissertation is to map the homoparenthood settings in the context of clinical and health psychology. At first approach, it was performed a theoretical context inherent to homosexuality and homosexual parenting. Subsequently, using a qualitative methodology, we tried to meet the objectives set for this research, using an interview guide in-depth, semi-structured, applied in a semi-directive manner. The guide consists of six units of analysis, namely,: a) sociodemographic of respondents; b) for a healthy development of the child; c) the place of the family; d) the education of a child by a same-sex family; e) research into homoparenthood; f) challenges. The speeches of the interviewed were analyzed based on content analysis and suggest eight important aspects for healthy child development, been the need for affection the more evident. Regarding the place of the family, the interviewed argue that a family, blood related or not, homoparental or not, is the best context for a healthy and balanced development of a child. Safeguarding the necessary evaluation of all conditions that may contribute to children’s well-being. The results suggest the need for a permanent and careful observation of the ethical and moral principles of the code of ethics of Portuguese psychologists, to avoid perceptions of reality and professional performances guided by prejudice and internalized homophobia. Finally, the results reinforce the need for the dissemination of the latest scientific evidence around the homoparenthood. The results suggest the need for a permanent and careful observation of ethical and moral principles of the code of ethics of Portuguese psychologists, to avoid perceptions of reality and professional performances guided by prejudice and internalized homophobia. Finally, the results reinforce the need for the dissemination of the latest scientific evidence around homoparenthood.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, ramo de Psicologia Clínica e da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10284/4999
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de Mestrado de Márcia Teixeira.pdf774,93 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.