Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4982
Título: A comunicação alternativa e aumentativa, com alunos com Paralisia Cerebral
Outros títulos: conceções dos professores dos 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico dos Açores
Autor: Almeida, Paula Margarida Amaro
Orientador: Coelho, Fátima
Palavras-chave: Educação inclusiva
Comunicação alternativa e aumentativa
Paralisia cerebral
Inclusive education
Alternative and augmentative communication
Cerebral palsy
Data de Defesa: 2015
Editora: [s.n.]
Resumo: A escola dos nossos dias, dita inclusiva, é importante para o desenvolvimento das competências que perspetivam a construção de uma sociedade melhor, através da formação de cidadãos críticos e responsáveis, independentemente das diferenças e dificuldades que estes possam apresentar. Aos professores cabe proporcionar ambientes educativos adequados aos alunos, com Paralisia cerebral inclusive. No aspeto comunicativo, o uso da comunicação alternativa e aumentativa (CAA) é fundamental. Este estudo tem como objetivo geral conhecer as conceções dos professores dos 2º e 3º ciclos do ensino básico dos Açores, acerca da CAA, em alunos com Paralisia cerebral (PC). É do tipo descritivo, numa abordagem mista. O instrumento de recolha de dados é um questionário, em formato digital. Participaram, neste estudo, 79 docentes, em funções no sistema educativo regional açoriano. Os resultados obtidos mostram-nos que: os docentes com mais habilitações académicas ou formação pedagógica são os que consideram ser muito importante o recurso a instrumentos de CAA, para o sucesso e inclusão escolares de alunos com PC; os professores que utilizam a CAA têm graus de eficiência da comunicação, inclusão e sucesso escolares superiores aos que não a utilizam e apenas a formação académica e pedagógica influenciam as conceções e a frequência de utilização da CAA, pelos professores. Além disso, identificam-se como principais facilitadores, no recurso à CAA, pelos docentes, a colaboração dos professores de educação especial/apoio e dos técnicos de informática da escola, os recursos materiais e as políticas/medidas inclusivas. Como barreiras, há, sobretudo, falhas inerentes aos docentes, escassez de recursos de CAA e limitações ao nível destes últimos, bem como das próprias escolas. Quanto a medidas, para colmatar estas dificuldades, os docentes apontam, maioritariamente, a realização de formação específica, na área em questão e em educação especial, bem como o melhoramento e aumento dos recursos de CAA, nas escolas, seguindo-se o desenvolvimento de políticas/medidas facilitadoras do seu uso.
The school of today, that said to be inclusive, is important to the development of some skills that have in view the construction of a better society, through the formation of critical and responsible citizens, regardless the differences and difficulties that those citizens may have. Teachers should favor adequate educational environments to students with cerebral palsy. In what concerns communication, the use of an alternative and augmentative communication (CAA) is fundamental. The main goal of this study is to know how teachers of high school in Azores conceive the use of the CAA with students with cerebral palsy. It is a descriptive study and has a mixed approach. The instrument of gathering data was a questionnaire in digital form. Seventy nine teachers working in the Azorean Educational System have participated in this study. The results show us that the teachers with more academic qualifications or pedagogical formation are the ones that consider the use of CAA very important to the success and inclusion of students with cerebral palsy in schools. It also shows us that the teachers who use the CAA have better results in the communication, in the inclusion and in the success of their students than the ones that don't use these resources. And only the academic and pedagogical formation influences the frequency and conception of the use of CAA by teachers. Furthermore, the collaboration of special education teachers and computer technicians at schools, the material resources and the inclusive policies/ measures were identified as main facilitators in the use of CAA by teachers. As barriers, there are, mainly, flaws inherent to teachers, few CAA resources and limitations in those resources and schools. In what concerns measures to end those difficulties, the teachers pointed out the realization of specific formation, in this area and in special education, the improvement and the increase of CAA resources in schools and the development of facilitator’s policies/ measures in its use.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio Cognitivo e Motor
URI: http://hdl.handle.net/10284/4982
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PAULA ALMEIDA.pdf2,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.