Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4858
Título: Avaliação dos hábitos de sono em crianças e jovens na área do Grande Porto
Autor: Cabral, Ana Beatriz Lourenço
Orientador: Silva, Raquel
Palavras-chave: Questionário Sleep Self Report
Questionário de Sonolência em Adolescentes de Cleveland
Crianças
Adolescentes
Hábitos de sono
Música
Sleep Self Report Questionnaire
Sleepiness in Adolescents Questionnaire by Cleveland
Children
Adolescents
Sleep Habits
Music
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: O sono é uma atividade fisiológica imprescindível para o bom funcionamento do organismo, assim como para o desenvolvimento adequado das crianças e jovens. Desta forma, o número de horas despendidas a dormir deve ser cumprido de acordo com a idade, uma vez que este número depende da faixa etária. O objetivo deste estudo foi perceber se as crianças e adolescentes que frequentam o Conservatório de Música do Porto apresentam melhores hábitos de sono do que os seus pares (que não têm esta formação musical como atividade extracurricular). Para isso, foram entregues questionários a crianças e adolescentes de ambos os sexos com idades compreendidas entre os 8 anos e os 18 anos que frequentavam o Conservatório de Música do Porto e a estudantes nas mesmas faixas etárias que não possuíssem aulas de música como atividade extracurricular, conseguindo-se um total de 512 questionários preenchidos com o consentimento informado dos Encarregados de Educação. Os questionários aplicados foram o Sleep Self Report validado para português para as crianças entre os 8 e os 11 anos; e o Questionário de Sonolência em Adolescentes de Cleveland com validação portuguesa para os jovens a partir dos 12 anos. O questionário era ainda composto por perguntas relativas à idade, sexo, ano que frequentam, média das notas do ano anterior apenas para adolescentes e perguntas relacionadas com as aulas de música e instrumento tocado, apenas para crianças e jovens do Conservatório. Para comparar os dois grupos em estudo, foi usado o programa informático SPSS versão 22. Resultados: A amostra é constituída por 512 alunos, sendo que 266 frequentam o Conservatório de Música do Porto e 246 alunos de diversas Escolas na área do Grande Porto. Dos 266 inquiridos no Conservatório, 101 são crianças com idades compreendidas entre os 8 e os 11 anos e 165 são adolescentes com idades entre os 12 e os 18 anos. Já os alunos das Escolas, 155 são crianças e 91 são adolescentes com o mesmo intervalo de idades dos estudantes do Conservatório. Às crianças foi entregue o questionário Sleep Self Report com perguntas relativas à idade, sexo, ano de escolaridade, atividades extracurriculares, regras e hábitos de sono; e aos adolescentes foi pedido que respondessem ao Questionário de Sonolência em Adolescentes de Cleveland, com perguntas referentes à idade, sexo, ano de escolaridade, média de notas do ano anterior, atividades extracurriculares, regras e hábitos de sono e perturbações emocionais. As crianças e adolescentes do Conservatório tinham ainda um grupo de perguntas acerca do instrumento que praticavam e sobre as aulas de música. Após a recolha de todos os questionários foram somadas as pontuações do questionário Sleep Self Report tanto para crianças do Conservatório como para as das Escolas. As do Conservatório obtiveram uma pontuação média de 34,4 ± 5,7 pontos, enquanto as crianças das Escolas conseguiram uma média de pontuações da ordem dos 34,0 ± 5,2 pontos. Já os adolescentes do Conservatório alcançaram uma média de pontuações na ordem dos 32,5 ± 5,8 pontos no questionário referente ao sono e uma pontuação média de 33,4 ± 11,8 pontos na parte do questionário relativa aos problemas emocionais. Os adolescentes inquiridos nas Escolas conseguiram uma média de pontuações relativa às questões acerca do sono de 32,4 ± 6,1 pontos e na parte referente aos problemas emocionais alcançaram uma pontuação de 30,7 ± 10,0 pontos. Conclusões: Não se pode dizer que as aulas de música extracurriculares melhorassem de forma direta os hábitos de sono de crianças e jovens ou diminuíssem as perturbações emocionais nos adolescentes. No entanto, a música tem muitos outros benefícios como na terapia ou durante o tratamento de doenças e no pós-operatório, assim como para ajudar no desenvolvimento e comportamento de doentes com doenças como por exemplo o autismo. Sleep is a vital physiological activity to the proper functioning of the body as well as for the proper development of children and youth. Thus, the number of hours spent asleep must be fulfilled according to the age, since this number depends on the age. The aim of this study was to see if children and adolescents attending the Conservatório de Música do Porto present better sleep habits than their peers (who have no musical training as this extracurricular activity). For this, questionnaires for children and adolescents of both sexes aged between 8 years and 18 years who attended the Conservatório de Música do Porto and the students in the same age group who did not have music lessons as an extracurricular activity were delivered, achieving a total of 512 completed questionnaires with informed consent of the Guardians. The questionnaires used were the Sleep Self Report validated for Portuguese for children between 8 and 11 years; Questionnaire and Sleepiness in Adolescents Cleveland with the Portuguese validation for young people aged 12 years. The questionnaire was also composed by questions pertaining to age, sex, years attended, average grades from the previous year just for teenagers and questions related to music lessons and instrument played only for children and youth from Conservatory. To compare the two groups under study, we used the SPSS software version 22. Results: The sample consisted of 512 students, with 266 attending the Conservatório de Música do Porto and 246 students from various schools in the Grand Porto area. Of the 266 respondents in the Conservatory, 101 are children aged 8 to 11 years and 165 are adolescents aged 12 to 18 years. Already students of Schools, 155 are children and 91 are adolescents in the same age range of students of the Conservatory. Children was handed the Sleep Self Report Questionnaire with questions about the age, sex, years of schooling, extracurricular activities, rules and sleeping habits; and adolescents were asked to answer the questionnaire Sleepiness in Adolescents Cleveland with questions regarding age, sex, grade, grade point average from the previous year, extracurricular activities, rules and habits of sleep and emotional disturbances. Children and adolescents from Conservatory still had a bunch of questions about the instrument and about practicing music lessons. After collecting all the questionnaires were summed scores of the questionnaire Sleep Self Report for children of Conservatory and Schools. The Conservatory children had a mean score of 34.4 ± 5.7 points, while the children of the Schools achieved an average score of around 34.0 ± 5.2 points. Already teens from the Conservatory achieved an average score of around 32.5 ± 5.8 points in the questionnaire related to sleep and a mean score of 33.4 ± 11.8 points in the questionnaire on emotional problems. Adolescents surveyed in Schools achieved an average of scores on questions about sleep around 32.4 ± 6.1 points and in the part referring to emotional problems achieved a score of 30.7 ± 10.0 points. Conclusions: It could not say that the extracurricular music lessons would improve directly the sleep habits of children and young people or alleviated emotional disorders in adolescents. However, music has many other benefits as in therapy or for the treatment of diseases and postoperatively, as well as to aid in the development and behaviour in patients with disorders such as autism.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/4858
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_19663.pdf830,46 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.