Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4824
Título: Prevalência da doença periodontal de uma população de utentes em cuidados de saúde primários inscritos na Unidade Saúde Familiar (USF) Espinho
Autor: Márquez, Giovanna Alejandra Di Lorenzo
Orientador: Bulhosa, José Frias
Palavras-chave: Doença Periodontal
Estudo de Prevalência
Epidemiologia Oral
Periodontal Disease
Prevelance Study
Oral Epidemiology
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: A doença periodontal (DP), de acordo com a Academia Americana de Periodontia (AAP), é uma doença inflamatória crónica, que afeta os tecidos da gengiva e do osso encarregados de sustentar as peças dentárias; em meados do século XX, acreditava-se que todas as espécies de bactérias no biofilme bacteriano tinham igual capacidade de causar doença, mas a proporção de espécies de bactérias específicas responsáveis DP só foi estabelecida entre 1960 e 1970; segundo aos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o 90% da população mundial sofre de esta doença; e a periodontite é o estágio mais avançado tendo muitos fatores que produzem a destruição progressiva do ligamento periodontal e o osso alveolar. Em Portugal, este problema assume particular gravidade dado que durante muitas décadas, a saúde oral não esteve acessível a toda a população, mas atualmente, é inquestionável a necessidade de programas nacionais que contemplem a promoção da Saúde Oral (SO), e a prevenção e tratamento das Doenças Orais (DO), que contribuam significativamente na melhora da Saúde Geral das populações. Estudos epidemiológicos utilizados na atualidade, encontram-se na procura de detectar placa, cálculo e hemorragia gengival, como indicadores da doença e, admite-se que os dois primeiros fatores são essenciais para promover a iniciação e a progressão da DP, com todas as tentativas para tomar referências e poder medir e repetir medições para avaliar a evolução da DP, criaram-se os índices periodontais para ter uma forma de detectar a prevalência da DP em populações. Em 1982 a OMS preconizou o CPITN (Communite Periodontal Index of Treatment Needs), o qual foi desenvolvido com propósito de ser o índice que avaliasse de forma rápida e simples a condição periodontal, mas tempo posteriormente para IPC (Índice Periodontal Comunitário); hoje amplamente aceite. Devido à necesidade da procura de novas medições com fim de observar os valores de incidência da DP em diferentes populações; o presente trabalho foi desenhado para determinar a “Prevalência da doença periodontal em uma população de utentes em cuidados de saúde primários inscritos na Unidade Saúde Familiar Espinho (USF) ”. Foi desenvolvido um estudo observacional, transversal e analítico no período entre Abril e Junho de 2014. A população foi constituída por 100 utentes inscritos na USF de Espinho, seleccionados aleatoriamente de entre os utentes que recorriam a consulta de Medicina Geral e Familiar. Objectivos  Determinar a Prevalência da Doença Periodontal nos utentes vigiados na USF de Espinho.  Determinar a associação entre a doença periodontal com outros factores individuais (sexo, higiene oral, hábitos tabágicos, utilização de prótese dentária). Resultados Observou-se que 80% da população possui doença periodontal, e em relação ao género, a doença encontra-se distribuida em 57% no género feminino, e 23% no género masculino. A profundidade à sondagem em 88% dos indivíduos examinados indicou que o 41% possui medidas de sondagem entre 4-5 mm, e 16% de ≥6 mm. Por outro lado, o 42% possuia uma perda de inserção a partir da junção esmalte-cimento entre 0-3mm, o 35% entre 4-5mm e por último o 23% apresentou uma perda de inserção entre 6-8 mm. O hábito de higiene oral foi representado com o 90% da população que realiza a higiene oral diária, e a distribuição observada do edentulismo, foi representada pelo 69% de indivíduos com edentulismo parcial, e o 12% com edentulismo total. Conclusão Apesar da alta prevalência de DP (80%) para este grupo de estudo, onde>50% da população possuem bolsas periodontais estabelecidas com perda de inserção de mais de 4 mm, um nível considerado da população realiza a higiene oral diária. Além disso, sendo a taixa de edentulismo parcial que lidera com o 69%, podemos concluir que com uma percentagem tão elevada de DP e classificando a maioria dos pacientes com algum tipo de edentulismo; para haver pouca quantidade de dentes examinados existe uma grande quantidade de dentes com DP. The periodontal disease (PD), with agreement with the American Academy of Periodontology, is a chronic inflammatory disease that affects the tissues of the gums and the bones in charge of sustaining dental parts; in the mid-twentieth century it was accepted that all the species of bacteria in dental plaque had the same capacity to cause disease; however, the proportion of bacterial species that was specifically responsible for PD was establish between 1960 and 1970. According to data from the World Health Organization (WHO), 90% percent of the world population suffers from this disease. The periodontitis is the most advanced stage, having many factors that produce progressive damage to periodontal ligaments and alveolar bones. In Portugal, this problem has reached a particular level of severity as the general population did not have accessibility to dental care for many decades. Although, recently there is no doubt that there have been national programs that promote oral health, as well as the prevention and the treatment of oral diseases (OD); these programs have contributed significantly to the improvement to the overall health of the population. Epidemiological studies currently used demand the detection of plaque, tartar, and hemorraging in the gums as indicators of disease and it is assumed that the first two factors are essential in the development and progress of a PD. With all the attempts to take references to be able to measure and evaluate the evolution of a PD, an index has been created to have a method to detect the prevalency of PD among the population. In 1982 the WHO recommended the CPITN (Community Peridontal Index of Treatment Needs), which was created with the purpose of being the index to rapidly evaluate the simple periodontal conditions. After time the organization would change into the now widely accepted ICP (Communal Periodontal Index). Due to the new medical necessities to provide observation of the impact levels of PDs in different populations; the current work is designed to determine the “Prevalence of periodontal disease among the population of health care clients subscribed to USF de Espinho. Materials and Methods An observational study was held transversely and analytically in USF Espinho between April and June of 2014. The population was made up of 100 clients subscribed to USF Espinho, and were randomly selected. Objectives  Determine the prevalence of periodontal disease among the observed population in USF Espinho  Determine the association of periodontal disease and other individual factors (gender, oral hygiene, smoking habits, etc.) Results It was observed that 80% of the population has periodontal disease, and in relation to gender, the disease is found distributed in 57% in females and 23% in males. The probing depth in 88% of pacients surveyed indicated that 41% of survey measures has between 4-5 mm, and 16% for ≥ 6 mm. On the other hand, 42% possessed an insertion loss from the cement-enamel junction between 0-3mm, 35% between 4-5mm and finally 23% exhibited an insertion loss between 6-8 mm. The habit of oral hygiene was represented with 90% of the population that performs daily oral hygiene, and the observed distribution of edentulism was represented by 69% of individuals with partial edentulism, and 12% with complete edentulism. Conclusion Despite the high prevalence of PD (80%) for this study group, where >50% of the population have established periodontal pockets with insertion loss of more than 4 mm, a level considered of the population performs daily oral hygiene. Furthermore, with a percentage of partial edentulous leading with 69%, we can conclude that with such a high percentage of DP and classifying the majority of patients with any type of tooth loss; to be little amount of teeth examined, there is a lot of teeth with PD.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/4824
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_29530.pdf1,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.