Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4738
Título: Interações frutas/vegetais
Outros títulos: fármaco com importância clínica
Autor: Tavares, Cíntia Dalila Covêlo Sequeira
Orientador: Pimenta, Adriana
Palavras-chave: Interações farmacológicas
Interação fármaco-frutas/vegetais
Compostos bioativos
Sistemas enzimáticos e de transporte
Drug interactions
Drug-fruit/vegetable interactions
Bioactive compounds
Enzymatic and transport systems
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: Introdução: A ação profilática das frutas e vegetais em inúmeras doenças crónicas, como diabetes, obesidade, doenças cardiovasculares e cancerígenas, tem sido demonstrada principalmente pela ação antioxidante dos compostos bioativos que os compõem. As propriedades ativas diferem entre si na estrutura química, no entanto, partilham todos a capacidade de influenciarem os processos fisiológicos do corpo humano. Por outro lado, a riqueza destes alimentos, em vitaminas, minerais, água e fibra, fá-los pobres em calorias, sendo por isso, valorizados numa alimentação saudável. Os fármacos são utilizados cada vez mais, principalmente pela população idosa, e podem interagir com este grupo de alimentos, podendo ser afetada a sua farmacocinética e/ou farmacodinâmica. Objetivo: A revisão da literatura serve para dispor as possíveis interações de importância clínica entre frutas/vegetais e fármacos. Métodos: O presente trabalho contemplou a revisão da literatura científica, efetuado num período compreendido entre Julho e Setembro de 2014, através das fontes de pesquisa científicas PubMed e B-ON. Resultados: A vitamina K interage antagonicamente com a varfarina, inibindo o seu efeito terapêutico, advindo uma recomendação de ingestão segura de 1μg/Kg/dia, a fim de assegurar um balanço adequado no organismo e já contabilizando as possíveis interações da vitamina K com o fármaco em questão. A toranja é o fruto que apresenta mais interações, em que as furanocumarinas inibem a CY3A4 e a P-gp, e a naringina inibe o OATP, originando a interação farmacológica. O sumo de laranja contém a hesperedina e hesperetina que inibem o OATPA1 e o OATP2B1, reduzindo a concentração dos fármacos fexofenadina e celiprolol. O alho é recomendado a portadores com HIV e interage com os antirretrovirais saquinavir e duranavir. Outras interações entre frutas/vegetais-fármaco encontram-se descritas na literatura sendo no entanto necessário mais estudos que provem a sua importância clínica. Conclusão: Após o balanço das interações, denota-se uma relação entre os compostos bioativos e os fármacos, em que o efeito terapêutico pode ser comprometido. Assim, o profissional de saúde tem um papel fundamental na informação ao paciente, advertindo-o acerca da importância da ingestão de frutas/legumes para a manutenção de uma alimentação saudável, pela proteção que confere ao organismo e também informando-o acerca das possíveis interações frutas/vegetais-fármaco. Introduction: The prophylactic action of fruits and vegetables in many chronic diseases such as diabetes and obesity, and cancer, has been demonstrated by the antioxidant action of bioactive compounds that compose them. They have different chemical structures from each other, but all share the ability to influence physiological processes in the human body. On the other hand, the richness of foods, in vitamins, minerals, fiber and water, make them low in calories and with value in a healthy diet. Drugs are used more, particularly for the elderly population, and may interact with this group of food, affecting pharmacokinetics and /or pharmacodynamics. Objective: The literature review provides the possible clinical relevant interactions between fruits/vegetables and drugs. Methodology: This work included the review of scientific literature, conducted in the period between July and September 2014, through the sources of scientific research PubMed and B-ON. Results: Vitamin K interacts antagonistically with warfarin by inhibiting its therapeutic effect, coming a recommendation for safe intake of 1μg/kg/day in order to ensure a proper balance in the body and already counting the possible interactions of vitamin K with the drug issue. The grapefruit is a fruit that shows more interactions, where the furocoumarins inhibit CY3A4 and P-gp, naringin inhibits OATP, yielding pharmacological interaction. The orange juice contains the hesperetin and hesperedin that inhibit OATP2B1 and OATPA1, reducing the concentration of celiprolol drug and fexofenadine. Garlic has been recommended for patients with HIV and interacts with antiretrovirals saquinavir and darunavir. Other interactions between fruit/vegetable-drug are described in the literature, but it is necessary more studies in order to prove its clinical importance. Conclusion: After the balance of interactions, it’s denoted a relation between bioactive compounds and drugs, whose therapeutic effect may be compromised. Thus, the professionals have a key role in informing the patient, warning him about the importance of inclusion of fruits/vegetables healthy diet, by the protection it confers to the organism, and also informing him about possible interactions fruits/vegetables-drug.
Descrição: Trabalho Complementar apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de licenciada em Ciências da Nutrição Relatório de Estágio apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de licenciada em Ciências da Nutrição
URI: http://hdl.handle.net/10284/4738
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TC_23538.pdfTrabalho Complementar Cíntia Tavares564,71 kBAdobe PDFVer/Abrir
Relatório Estágio Cíntia Tavares.pdfRelatório Estágio Cíntia Tavares5,62 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.