Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4658
Título: Evolução da Imprensa Desportiva Portuguesa (1946-2006)
Outros títulos: estudo do caso
o Jornal A Bola e a Volta a Portugal em Bicicleta
Autor: Aguiar, Afonso da Rocha
Orientador: Sousa, Jorge Pedro
Data de Defesa: 2015
Editora: [s.n.]
Resumo: Este estudo é sobre a imprensa desportiva portuguesa. Apesar de se cingir à Volta a Portugal em Bicicleta e de pormenorizar unicamente o jornal A Bola, esta tese debruçou-se sobre a evolução da imprensa desportiva portuguesa entre 1946 e 2006, analisando a ausência ou presença de discurso político e politico-desportivo e as mudanças no doutrinário, a fomentação de regionalismos, rivalidades clubísticas e nacionalismo por parte dos jornalistas, bem como as fotos, as infografias e o preço do jornal. Com o intuito de contextualizar o período desportivo em análise, mais concretamente a Volta a Portugal, também se desenvolveu a história da mesma, sobre o prisma desportivo, político e cultural. Após o estudo do caso, conclui-se que, efetivamente, havia um discurso políticodesportivo antes do 25 de abril sendo que, nos anos vindouros à revolução dos cravos, esse discurso passou também a abranger o carater social. No discurso doutrinário, já nos anos 70 se assistiu a uma transformação do paradigma de apologia ao desporto em louvor do atleta-herói, transcendental, que nos anos 90 deu origem a um herói mais humano. Durante a ditadura do Estado Novo, com a participação dos chamados “três grandes” (Benfica, Sporting e Porto) na Volta, as rivalidades clubísticas era bastante fomentadas pelos jornalistas, fazendo com que a Volta fosse a continuação da época de defeso do futebol. Inicialmente, o nacionalismo desportivo não era muito fomentado, visto que consideravam a presença de estrangeiros no nosso “Tour” bastante prestigiante. No entanto, sempre que um forasteiro ameaçava vencer a Volta, tal não era visto com bons olhos, sendo considerado “estranho”. Por outro lado, apesar da irregularidade derivada do contexto de cada ano, a rivalidade Norte-Sul esteve sempre, de uma forma ou de outra, presente. Em relação às fotos e infografias, verificou-se uma evolução natural, provocada pelo desenvolvimento gráfico e tecnológico.
This study is about the portuguese sportive press. Although it’s directed to the Volta a Portugal on bike, and it’s directed essencialy to the newspaper A Bola, this teses adresses the portuguese sportive press evolution from 1946 to 2006, by analysing the abscense or presence of politic speach and the doctrinaire changes, the creation of regionalisms, clubs rivalries and nacionalisms from the journalists, as well as the pictures, the infographics and the newspaper cost. With the intention of contextualyzing the sportive period in study, essencialy the Volta a Portugal, it was also developded it’s history, under the sportive, political and cultural prisma. After the case study, it was concluded that there was, indeed, a sportive-political sepeach before 25th of april and, in the years after the Carnation’sRevolution, that speach went from an apologia of the sports to a praise of the sportive and transcendental hero-athelete. In the 90’s that hero became more human. During the Estado Novo, with the participation of the three biggest portuguese clubs (Benfica, Sporting and Porto), it was noticed some clubistic rivalries promotions, by the journalists, wich led to Volta a Portugal being connoted as the continuation of the football season. In the beggining, the sportive nacionalism wasn’t very developed, because foreigners were seen as prestigious for the portuguese “Tour”. However, every time an outlandish threatened to win it, it was badly seen, as it was strange. Never the less it’s irregularies caused by the temporal context of the period, the North and South rivalry was always present. In what concerns to the pictures and infographics, it was noticed a natural evolution, caused by some graphic and tecnological develop.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Ciências da Comunicação, ramo de Jornalismo
URI: http://hdl.handle.net/10284/4658
Aparece nas colecções:FCHS (DCEC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Evolução da Imprensa Desportiva Portuguesa.pdf24,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.