Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/463
Título: O humor nos tempos de cólera
Outros títulos: o humor como potenciador da plasticidade cognitiva em ambiente organizacional
Autor: Resende, Marbino António Valente da Costa
Orientador: Madeira, Milton
Data de Defesa: 2007
Editora: [s.n.]
Resumo: Actualmente, as mudanças ocorrem a uma velocidade vertiginosa, não possibilitando a necessária compreensão e consolidação dessas mudanças como novas realidades emergentes. Nas Organizações, as mudanças acontecem algumas vezes por estratégia outras vezes por imposição, mas geralmente imbuídas de complexidade e subjectividade, características inerentes a um mundo em que a matriz simbólica exerce importância extraordinária e, em que a competitividade e a emergência de novos concorrentes, acrescentam sérios riscos de sobrevivência para aqueles que não conseguem as necessárias inovação e capacidade de adaptação. Esta investigação centra-se na Plasticidade Cognitiva, um constructo que esperamos poder explicar como um conjunto de habilidades cognitivas e metacognitivas, que consideramos prementes e cruciais face às exigências que a Globalização vem criando às Organizações. Decidimos destacar desse referido conjunto de habilidades, a Flexibilidade, a Modificação Perceptual, a Intuição, a Criatividade e a Inteligência Social, que cremos serem os conceitos que melhor operacionalizam a Plasticidade Cognitiva em Ambiente Organizacional. Ao usarmos o Humor como o elemento Potenciador da Plasticidade Cognitiva, pretendemos realçar como um recurso de relativamente baixo valor económico pode proporcionar resultados positivos. A pesquisa experimental juntou 44 participantes de 10 organizações divididos por 3 grupos (2 experimentais e 1 de controlo) e promoveu a administração de 5 instrumentos de avaliação, antes e depois da administração de um Programa de Intervenção fundamentado no Humor (PIH), desenvolvido pelo Humorista Pedro Tochas com base nas características das cinco facetas da Plasticidade que previamente definimos e lhe facultámos. Através das análises estatísticas efectuadas a respeito das diferenças encontradas nos dados da amostra que seleccionámos, obtivemos resultados globais que permitem verificar o efeito positivo do Programa de Intervenção (PIH) em todas as 5 facetas e assim poder confirmar a hipótese geral do Humor como potenciador da Plasticidade Cognitiva em Ambiente Organizacional. Nowadays, the changes happen to a vertiginous speed. Such it doesn't facilitate the necessary understanding and consolidation of those changes as new emergent realities. In the Organizations, the changes sometimes happen for strategy other times for imposition, but generally dipped of complexity and subjectivity, inherent characteristics to a world in that the symbolic head office exercises extraordinary importance and, in that the competitiveness and the emergency of new competitors, increase serious survival risks for those that don't get the necessary innovation and adaptation capacity. This investigation is centered in the Cognitive Plasticity, a construct that we hoped to explain as a group of cognitive abilities and metacognitives, that we considered urgent and crucial face to the demands that Globalization comes creating to the Organizations. We decided to highlight of that referred group of abilities, the Flexibility, the Perceptual Modifications, the Intuition, the Creativity and the Social Intelligence, that we believed being the concepts that better operationalize the Cognitive Plasticity in Organizational Ambiance. To Using the Humor as the element that Potencialize the Cognitive Plasticity, we intended to enhance as a resource of relatively low economic value that can provide positive results. The experimental work joined 44 participants of 10 organizations divided by 3 groups (2 experimental and 1 of control) and it promoted the administration of 5 evaluation instruments, before and after the presentation of a Program of Intervention based in the Humor (PIH), developed by humorist Pedro Tochas with is based on the characteristics of the five facets of the Plasticity that were previously defined and we disposed to him. Through the statistical analysis of the significances of the differences found in the data of the sample that were selectioned, we obtained results that allow to verify the positive effect of the Program of Intervention (PIH) on 5 facets and in that way we confirm the general hypotheses that Humor is a real Potenciator of the Cognitive Plasticity in Organizational Ambience.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia Social e das Organizações
URI: http://hdl.handle.net/10284/463
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
O Humor nos Tempos de Cólera.pdf5,92 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.