Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4616
Título: O prazer associado ao consumo de alimentos e factores influenciadores
Autor: Gomes, Filipe Gonçalo Ferreira
Orientador: Silva, Raquel
Palavras-chave: Alimentos
Factores influenciadores
Percepção somato-sensorial
Comportamento alimentar
Foods
Influencing factors
Somatosensory perception
Eating behavior
Data de Defesa: 2013
Editora: [s.n.]
Resumo: Os indivíduos quando sujeitos a várias sensações transmitem respostas que surgem de reacções fisiológicas resultantes de certos estímulos, gerando a interpretação das propriedades intrínsecas aos alimentos, sendo a análise sensorial realizada em função dessas respostas individuais. As sensações são medidas por efeitos psicológicos, podendo dimensionar a intensidade, extensão, qualidade, duração, gosto ou desgosto em relação ao alimento avaliado, e os estímulos são medidos por processos físicos e químicos. Neste processo, os indivíduos, através dos seus órgãos sensitivos, numa percepção somato-sensorial, utilizam os cinco sentidos: paladar, visão, olfacto, tato e audição. Este estudo de investigação teve como tema “O prazer associado ao consumo de alimentos e factores influenciadores”, apresentando como objectivo principal o estudo da percepção do prazer associado ao consumo dos alimentos e os factores influenciadores ao mesmo comportamento. Também se pretendeu estudar de que forma os sujeitos percepcionam o prazer durante a sua alimentação, identificar as qualidades sensoriais dos alimentos e das bebidas que definam as preferências dos consumidores, nomeadamente, as bases químicas, físicas e cognitivas da percepção. Tratou-se de um estudo descritivo correlacional, com recurso a um questionário como técnica de recolha de dados, numa amostra de 51 indivíduos, sendo estes clientes habituais da farmácia Ribeira do Neiva, do concelho de Vila Verde, distrito de Braga. Os dados obtidos foram registados e tratados no software IBM SPSS®20.0, tendo-se realizado análise estatística univariada e bivariada. A análise univariada realizou-se recorrendo à determinação de frequências, bem como a medidas de tendência central e de dispersão e para análise bivariada utilizou-se o teste de independência do qui-quadrado. O nível de significância utilizado foi p≤0,05. Da amostra estudada 59,1% dos indivíduos do género feminino apresentaram um IMC dentro do intervalo para peso normal, já no género masculino 69,0% apresentaram um IMC acima dos valores considerados para peso normal. O hábito do consumo de alimentos ricos em gordura e açúcares verificou-se em 78,4% e 70,6% da amostra estudada, respectivamente. Procedendo-se a uma análise por género, verificou-se que os alimentos mais consumidos pelo género feminino foram sobretudo os legumes (50,0%) e a fruta (27,3%). Os indivíduos do género masculino optaram maioritariamente pela carne (51,7%) e fruta (17,2%). Estatisticamente verificou-se uma relação entre a escolha do alimento mais consumido e o género (p=0,007), opção que por vezes se encontra associada à auto-estima do género feminino. Quando questionados se a cor de um alimento interferia na escolha desse mesmo alimento quando o iam consumir, 54,5% das mulheres e 75,9% dos homens referiu que a cor não intervém na escolha. No entanto verificou-se uma relação significativamente estatística em ambos os sexos, entre o alimento que mais gostam (p=0,029) ou consomem (p=0,000) e a cor que mais lhes agradavam num alimento. A melhoria dos hábitos alimentares dos indivíduos estudados deve passar pela redução na escolha de alimentos ricos em gorduras e açúcares e no aumento da prática de exercício físico, sendo fulcral, a intervenção de profissionais de saúde que alertem para a importância de uma alimentação equilibrada, com vista a promoção da saúde e a prevenção do aparecimento de patologias associadas. Individuals when subjected to various sensations convey answers arising from physiological reactions resulting from certain stimuli, generating the interpretation of the intrinsic properties of the foods, and the sensory evaluation carried out in light of these individual responses. The sensations are measured by psychological effects, which can scale the intensity, extent, quality, duration, taste or distaste for the assessed food, and the stimuli are measured by physical and chemical processes. In this process, individuals, through their sensory organs, in a somatosensory perception, use the five senses: taste, sight, smell, touch and hearing. This research study had as its theme "The pleasure associated with the consumption of food and influencing factors", with the main objective to study the perception of pleasure associated with the consumption of food and the factors influencing the same behavior. It is also intended to study how subjects perceive pleasure during their feeding, to identify the sensory qualities of foods and drinks that define consumer preferences, including the bases of chemical, physical and cognitive perception. This was a descriptive correlational study, using a questionnaire as a data collection technique, a sample of 51 individuals, these being regular customers pharmacy Ribeira do Neiva, in the municipality of Vila Verde, in Braga district. The data were recorded and processed in IBM ® SPSS 20.0 software, having performed univariate statistical and bivariate analysis. Univariate analysis was performed using the determination of frequencies, as well as measures of central tendency and dispersion and the bivariate analysis was used the test for independence chi-square. Significance level used was p≤0.05. 59.1% of the studied population of the female individuals had a BMI within the range for normal weight, since in males 69.0% had a BMI above the values considered for normal weight. The habit of consuming foods high in fat and sugars checked in 78.4% and 70.6% of the population respectively. Proceeding to an analysis by gender, it was found that the most consumed foods by females were mainly vegetables (50.0%) and fruit (27.3%). The individuals of the male gender opted mostly for meat (51.7%) and fruit (17.2%). Statistically there was a relationship between the choice of the most consumed food and gender (p = 0.007), this option being sometimes associated with self-esteem of the females. When asked if the color of a food interfered with the choice of food even when they were going consume 54.5% of women and 75.9% of men reported that the color is not involved in the choice. Nevertheless there was a statistically significant relation for both genders, between the food they like best (p = 0.029) or consume (p = 0.000) and the color that pleased them in a food. Improving dietary habits of the subjects must pass by a reduction in choice of foods high in fats and sugars and an increase in physical exercise, being crucial, the intervention of health professionals who warn of the importance of a balanced diet, with view to promoting health and preventing the onset of associated diseases.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/4616
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_20505.pdf805,67 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.