Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4614
Título: 􀀆􀀃􀀋􀀈􀀅􀀎􀀏􀀐􀀋􀀄􀀑􀀂􀀅􀀒􀀅􀀎􀀈􀀃􀀓􀀈􀀋􀀔􀀔􀀕􀀅􀀁􀀏􀀖􀀄􀀉􀀈Arte Poética - Perpetuum Mobile
Autor: Vieira, Maria Adelina Martins
Orientador: Autonomia
Palavras-chave: Construtor
Cânone
Ruptura
Exegese
Aliança
Palavra nova
Tremor
Data: 2014
Editora: OmniScriptum
Resumo: Reinventando o sentido da palavra que se quer renascido por uma expressão estética à margem de todos os cânones, o construtor pretende provocar uma ruptura e apresentar um outro rosto ignoto e dinâmico da palavra, enquanto afirmação e tremor necessários ao instante presente carente de um grito de modernidade. Cabe, pois, à palavra nova determinar a pureza e frescura da arquitectura da linha horizontal e nela combinar indefinidamente os elementos subtis captados no eixo das relações associativas. Podemos, deste modo, inferir que o artista proponente de uma Arte Poética pressente o cansaço e a descrença das formas estéticas que se vão delindo, no automatismo do "habitus" literário.
URI: http://hdl.handle.net/10284/4614
ISBN: 978-3-639-74091-2
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Livros em Editoras Internacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ArtePoetica.pdf7,31 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.