Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4572
Título: Fluorose Dentária em odontopediatria
Outros títulos: avaliação em crianças com idade escolar
Autor: Martins, Alberto Tiago
Orientador: Silveira, Augusta
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: A fluorose dentária é uma patologia frequente em todo o mundo, apresentando valores superiores aos expectáveis, principalmente em países em desenvolvimento onde os meios preventivos de cárie por vezes não são administrados da forma mais correcta. A administração tópica ou sistémica de flúor é uma prática comum a nível mundial, existindo contudo áreas geográficas privadas desta prática. A Fluorose Dentária afecta todas as faixas etárias, no entanto são as crianças com idade escolar as mais susceptíveis na medida em que os seus dentes se encontram numa fase de desenvolvimento e maturação. Ao constatar que em Portugal não existem muitos estudos científicos sobre esta temática, a Universidade Fernando Pessoa realizou um estudo epidemiológico de Medicina Dentária Comunitária que inclui a avaliação da Fluorose dentária. Desta forma, surgiu a oportunidade de integrar a equipa de trabalho e aprofundar os conhecimentos sobre as consequências do excesso de exposição de flúor na dentição decídua e permanente de crianças com idade escolar. Este estudo abrangeu 216 crianças com idades compreendidas entre os 6 e 16 anos no agrupamento escolar D.Sancho II em Alijó. Após a obtenção do consentimento informado dos encarregados de educação, foi realizado um inquérito com questões relacionadas com a sua Saúde Oral e efectuado uma observação extra e intra oral, sendo de destacar para presente estudo, o registo do Índice de Dean e dos dentes afectados por fluorose dentária. Através da análise dos dados obtidos, conclui-se que a prevalência de fluorose nas crianças no foi de 17,1%, sendo de 18,2% no género feminino e 16,3% no masculino. Adicionalmente, constatou-se que foi a faixa etária dos 15-16 anos que apresentou maior percentagem de casos de fluorose (24,3%). Os dentes mais afectados foram os incisivos centrais superiores (60%). Por outro lado, o índice comunitário encontrado foi negativo, uma vez que o valor verificado em todas as categorias foi inferior a 0,4. O questionário aplicado permitiu aferir os hábitos de higiene e o nível de Saúde Oral e os Cuidados Primários dos inquiridos. A prevalência em Portugal continua a mercer atenção por parte dos profissionais de Saúde Oral e os resultados encontrados no agrupamento D.Sancho II são semelhantes aos de literatura. Torna-se importante sensibilizar educadores e decisores de políticas de saúde para optimizar as acções de promoção de Saúde Oral junto das crianças com localização geográfica no interior de Portugal. Dental fluorosis is a common condition worldwide, with values higher than expected, especially in developing countries where the caries preventive strategies aren’t sometimes well used. Topical or systemic administration of fluoride is a common worldwide practice, however there are geographic places where don’t exist this practice. This disease affects all ages, however the student children are more affected because their teeth are still in a phase of development and maturation. In Portugal there aren’t a lot of scientific studies about this subject. The University Fernando Pessoa conducted an epidemiological study of Dental Medicine Community which includes the assessment of dental fluorosis. In this way, there was an opportunity to join a team to work and improve the knowledge about the consequences of excessive exposure to fluoride in the deciduous and permanent teeth of school-aged children. This study included 216 children aged between 6 and 16 years in the school cluster D. Sancho II from Alijó. After have the informed consent from parents, a survey was propose about the issues related to their oral health. After the questions, an oral observation was made and the Dean Index and affected teeth by dental fluorosis recorded. Through analysis of the data obtained, concluded that the prevalence of fluorosis in children was 17.1%. About the gender the values were very close, 18.2% on female and 16.3% on male. On the other hand, was found that the age of 15-16 years had the highest percentage cases of fluorosis (24.3%). The most affected teeth were the maxillary central incisors (60%). The Communitarian index was found to be negative, since the value observed in all categories was less than 0,4. The questionnaire allowed the assessment of the children hygiene habits and their level of Oral Health and Primary Care. The prevalence in Portugal continues to focus the attention from professionals of Oral Health and the results found in the school cluster D.Sancho II are similar to the literature. It is important to move educators and health politician for optimizing actions to promote oral health among children with geographic location within Portugal.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/4572
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_19733.pdf1,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.