Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4532
Título: The New Ecological-Architectural Imperative
Autor: Cunha, Hugo Rodrigues Ferreira da Silva
Faria, Luís Pinto de
Palavras-chave: Antropoceno
Crise
Desafio
Imperativo
Ecologização
Anthropocene
Crisis
Challenge
Imperative
Ecologize
Data: Dez-2014
Editora: Edições Universidade Fernando Pessoa
Citação: A Obra Nasce: revista de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Fernando Pessoa. Porto. ISSN 2183-427X. 8 (dez. 2014) 59-75
Relatório da Série N.º: A Obra Nasce: revista de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Fernando Pessoa;
Resumo: No actual contexto do século XXI, amplamente integrado numa ‘Era Ecológica’ e alegadamente em plena ‘Época do Antropo-ceno’, cresce o consenso geral em torno da especificidade do momento de mudança que atravessamos e da necessidade de proceder a readaptações e desenvolver acções mais coadunáveis com uma nova realidade sócio-ecológica. Torna-se cada vez mais evidente que o fenómeno global das alterações climáticas e o corrente processo de urbanização planetária estão profundamente relacionados com o agravamento de cumulativos problemas ambientais, económicos e sociais que se conjugam numa profunda ‘crise ecosistémica’, no epicentro da qual surgem as cidades e, inevitavelmente, a Arquitectura. Hoje confrontada com profundos ‘desafios ecológicos’ – que afectam a sua própria ‘orgânica’ interna –, a Arquitectura procura libertar-se de preconceitos e readaptar-se a novas realidades, através de uma ‘metamorfose’ disciplinar que lhe permita evoluir novos modos de interpretação e acção – ‘ecologização’. Nesse sentido, enunciamos aqui a génese e os fundamentos de/para um novo imperativo ecológico-arquitectónico.
In the context of the 21st century, broadly integrated in the ‘Ecological Era’, and allegedly in the epoch of the ‘Anthropocene’, grows a general consensus regarding the specificity of the current moment of change and the need of proceeding to re-adaptations and developing actions more compatible with a new socio-ecological reality. It is increasingly evident that the current phenomena of global climate change and the ongoing process of planetary urbanization are deeply interrelated with the aggravation of cumulative environmental, economic and social problems that combine in a profound ‘ecosystemic crisis’, at the epicenter of which are cities and, inevitably, Architecture. Now confronted with profound ‘ecological challenges’ – that affect its own internal organic –, Architecture seeks to overcome preconceptions and readapt to new realities, by means of a disciplinary ‘metamorphosis’ that allows it to evolve new modes of interpretation and action – ‘ecologization’. In this sense, we enunciate the genesis and the fundamentals of/towards a new ‘Ecological-Architectural imperative’.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10284/4532
Aparece nas colecções:A Obra Nasce - Nº 08 (dez. 2014)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
art.59-75.pdf1,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.