Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4512
Título: Infeções nosocomiais por enterococcus faecalis
Autor: Barros, Mariana Vilhena
Orientador: Pina, Cristina
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: As infeções nosocomiais são consideradas um problema mundial de saúde pública. A sua disseminação tem contribuído para aumento das taxas de mortalidade e morbilidade, a maioria das vezes devido às limitadas ou mesmo inexistentes opções terapêuticas. Enterococcus faecalis é uma bactéria Gram-positiva, anaeróbia facultativa, presente na flora comensal do trato gastrintestinal de humanos e animais. Apesar da sua suposta inocuidade, nas últimas décadas E.faecalis tem-se revelado um patogénio oportunista, representando a segunda e a terceira maior causa de infeções hospitalares a nível mundial. Esta bactéria é apontada como uma das principais causas de endocardites, bacteremias, infeções do trato urinário, intra-abdominais e de feridas contraídas em hospitais. As suas caraterísticas fisiológicas permitem-lhe sobreviver a altas temperaturas, a elevados valores de pH e concentrações salinas. Esta bactéria resiste também em ambientes hostis, em situações de subnutrição, de stress oxidativo e às técnicas tradicionais de limpeza. Apresenta inúmeros fatores de virulência nomeadamente proteínas de superfície, enzimas hidrolíticas e capacidade de formação de biofilmes, o que auxilia esta bactéria a invadir, colonizar e infetar tecidos hospedeiros. Enterococcus faecalis exibe uma resistência intrínseca a algumas classes de antibióticos como β-lactâmicos, lincosamidas, trimetropim-sulfametoxazol, fluoroquinolonas e baixas concentrações de aminoglícosídeos. Devido à sua capacidade mutagénica e adaptativa, este microrganismo desenvolve e adquire novas resistências, através de mutações cromossomais ou por transferência de genes. Como é o caso do gene vanA e vanB, que lhe conferem resistência à vancomicina (VRE). E.faecalis tem-se revelado uma constante ameaça de vida em todo o mundo, por isso é urgente controlar a disseminação desta bactéria. É importante desenvolver novos métodos terapêuticos, tendo em conta a ineficácia dos atuais e aplicar estratégias, a nível hospitalar, que diminuam ao máximo a transmissão do microrganismo. The nosocomial infections are nowadays a worldwide issue in terms of health. Its dissemination has been the cause of the rising of mortality and disease rates, most of the time due to limited or even nonexistent therapeutic options. Enterococcus faecalis is a Gram-positive anaerobic facultative bacterium witch is found in the flora of the gastrointestinal tract of humans and animals. Despite its alleged harmlessness, lately E.faecalis has been proved to be an opportunistic pathogen, representing the second and the third leading cause of hospital-acquired infections worldwide. This bacterium is being pointed as a mainly cause of endocarditis, fast progressing bacteremia may present, urinary tract infections, intra-abdominal and wounds contracted in hospitals. Its physiological characteristics allows this bacterium to survive at high temperatures, high PH values and highly concentration salts. It can also resist in hostiles environments such as malnutrition, oxidative stress and traditional cleaning technics. It feature numerous virulence factors including surface proteins, hydrolytic enzymes and ability of biofilm formation, which helps the bacterium to invade, colonize and infect the host tissue. Enterococcus faecalis displays an intrinsic resistance to some classes of antibiotics such as β-lactam, lincosamides, trimetropim-sulfamethoxazole, fluoroquinolones and low concentration of aminoglycosides. Due to its mutagenic capacity and adaptive skills, this micro-organism develops and acquires new resistances, through chromosome mutations or by genetic transferences e.g. gene vanA e vanB, witch confers resistance to Vancomycin (VRE). E. faecalis has proved a constant threat of life throughout the world, so there is an urgent need to control the spread of this bacteria by developing new therapeutic methods, having regard to the ineffectiveness of current ones and looking for new strategies inside hospitals that will reduce as much as possible the transmission of the micro-organism.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/4512
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_19885.pdf1,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.