Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4511
Título: Psoríase
Outros títulos: evolução farmacoterapêutica e risco acrescido de desenvolvimento de certas neoplasias
Autor: Silva, Raquel Inácia Almeida Brites Pereira da
Orientador: Vinha, Ana Cristina
Palavras-chave: Psoríase
Farmacoterapia
Comorbilidades
Cancro
Linfoma
Cancro de pele não-melanoma
Psoriasis
Pharmacotherapy
Comorbidities
Cancer
Lymphoma
Non melanoma skin cancer
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: A psoríase é uma doença crónica autoimune e inflamatória, considerada uma das dermatoses mais frequentes na prática clínica. Os doentes que sofrem desta patologia podem manifestar diferentes variantes, nomeadamente, psoríase em placa, inversa, gutata, pustular, eritrodérmica e artrite psoriática. Esta doença apresenta um carácter multifatorial com uma forte componente genética, no entanto, as suas manifestações clínicas podem resultar de outros tipos de fatores tais como, imunológicos e ambientais. A prevalência psoriática, de um modo geral, abrange cerca de 1 a 3% da população mundial, sendo que, em Portugal, existem aproximadamente 250 000 indivíduos diagnosticados com psoríase. Independentemente da abordagem teórica, muitos autores consideram a pele como o primeiro meio de contacto do indivíduo com o meio. Partindo desta posição, pode-se pensar nos prejuízos causados no bem-estar psicológico de indivíduos acometidos por este tipo de doença, uma vez que, os mesmos podem desenvolver comportamentos de ansiedade, depressão, exclusão social e em situações mais graves, podem exibir intensões suicidas. Além do impacto da sua vida social, a vida familiar e a dieta alimentar são, igualmente, afetadas. O tratamento das lesões psoriáticas envolve terapia tópica, sistémica, fototerapia e, mais recentemente, terapia biológica. A escolha farmacoterápica é efetuada de acordo com a gravidade da patologia e tendo em conta que, apenas se fará a manutenção das lesões, dado tratar-se de uma doença sem cura. Com o tempo, o doente pode exibir certas comorbilidades relacionadas com o seu quadro clínico, entre elas, cancro. Os dados bibliográficos publicados até ao ano corrente descrevem vários tipos de cancro, sendo que, os mais comuns são os linfomas e o cancro de pele não-melanoma. Este trabalho consiste num estudo meta-analítico, que pretende desenvolver mais estas temáticas. Psoriasis is chronic, autoimmune and inflammatory disease, considered to be one of the most frequent dermatitis in clinical practice. This condition has several variants that can manifest in patients. These subtypes are: plaque psoriasis, gutata, pustular, eritrodermic, inverse and psoriatic arthritis. Being a disease with multifactorial influences, psoriasis has a strong genetic association, nevertheless, its clinical manifestations may also come from several other types of interactions, such as immunologic and environmental factors. Psoriatic prevalence in the world varies from 1 to 3%. In Portugal there are approximately 250 000 individual diagnosed with this condition. Despite the theoretic approach that may be picked, many authors consider the skin as the first barrier of contact between the individual and the outside world. Taking this into account, it´s possible to imagine the damage caused in the well being of individuals who suffer from this condition, considering that they may develop behaviors of anxiety, depression and social exclusion. In more severe situations, patients may even exhibit suicidal tendencies. Besides the social impact shown, family life and individual diet are equally affected. The treatment for psoriatic lesions entails topical and systemic drugs, phototherapy and, more recently, biologic therapy. Pharmacotherapeutic choices are made based on the condition’s gravity and keeping in mind that the aim is to control the lesions, considering this disease has no cure. As time goes by, individuals can exhibit comorbidities associated with psoriasis. Cancer is one of these conditions. The bibliographic data published until the present year, describes several types of cancer, but the ones most often mentioned are lymphomas and non melanoma skin cancer. This essay is a meta-analytic study aiming to further discuss these issues.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/4511
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_21780.pdf1,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.