Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4505
Título: Ensaios toxicológicos pré-clínicos na avaliação da segurança de novos fármacos
Autor: Lavandeira, Fernanda Márcia Ferreira
Orientador: Carvalho, Márcia
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: O processo de pesquisa e desenvolvimento de um novo fármaco é complexo, moroso, dispendioso e envolve várias etapas. Após a seleção das moléculas com maior potencial inicia-se uma das etapas mais importantes designada de ensaios toxicológicos pré-clínicos que permite a determinação dos efeitos adversos e do risco que a exposição do novo fármaco tem para o ser humano. Os ensaios toxicológicos pré-clínicos integram três áreas distintas: a farmacologia, a farmacocinética e a toxicologia. No entanto, ao longo deste trabalho será abordado apenas o papel fulcral que a bateria de ensaios toxicológicos possui no desenvolvimento de um novo fármaco uma vez que é perante o contributo da área toxicológica que se antecipa o risco e se reduz a probabilidade dos compostos promissores falharem em fases avançadas do processo de pesquisa e desenvolvimento do novo fármaco, evitando-se assim perdas avultadas de recursos materiais e económicos. Para se realizar os ensaios toxicológicos é necessário cumprir as diretrizes estabelecidas pelas agências reguladoras, sendo que aos Estados Membros da União Europeia incube-lhe o cumprimento das normas orientadoras estipuladas pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) que define os protocolos a seguir para se efetuar o ensaio de toxicidade por dose única e repetida, o ensaio de toxicocinética, o ensaio de toxicidade sobre a função reprodutora, o ensaio de genotoxicidade, o ensaio de carcinogenicidade, o ensaio de imunotoxicidade e outros ensaios toxicológicos complementares que, mediante as características do novo fármaco, poderão ser necessários por forma a certificar a sua segurança. The process of research and development of new drugs is a complex, time-consuming, and expensive one, and it involves several steps. After selecting the molecules with the greater potential, one begins the preclinical toxicological studies, one of the most important steps that will allow us the assessment of any adverse effects and of the risk of exposing humans to a new drug. Preclinical toxicological trials comprise three areas: pharmacology, pharmacokinetics, and toxicology. However, throughout this work one will just approach the essential role the battery of toxicity tests may have in the development of a new drug; in fact, only with the input of the toxicological area can one anticipate the risk and reduce the probability that any promising compounds may fail in an advanced stage of the drug development, avoiding therefore huge losses of material and economic resources. To perform these toxicological assays, it is mandatory to meet the standards set by the regulatory agencies. As for the European Union members, they must follow the guidelines imposed by the European Medicines Agency (EMA), that defines the protocols to be followed in toxicity studies, through simple and repeated doses, toxicokinetic studies, development and reproductive toxicity studies, genotoxicity studies, carcinogenicity studies, immunotoxicty studies and other complementary toxicity tests that, taking into account the singular characteristics of the new drug, may be required to ensure its safety.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/4505
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_21439.pdf767,33 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.