Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4402
Título: Desgaste Dentário de causa erosiva
Outros títulos: revisão bibliográfica
Autor: Ribeiro, Isabel Margarida Eirô de Carvalho Vaía
Orientador: Teixeira, Liliana
Palavras-chave: Tooth wear
Dental erosion
Tooth wear treatment
Treatment
Composites
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: O desgaste dentário é designado como a perda do tecido duro dentário não provocado por cárie dentária, traumatismos ou defeitos de desenvolvimento. É uma alteração irreversível, progressiva e cumulativa em que a anatomia dentária fica comprometida. Existem três causas possíveis para o desgaste dentário: a atrição, a abrasão e a erosão, sendo muitas vezes um processo multifatorial. Os fatores atuam sequencialmente, sinergicamente e aditivamente e é difícil atribuir uma só causa a uma condição existente. Dada a crescente incidência e prevalência da erosão dentária, optou-se por abordar exclusivamente este fator de desgaste dentário. O desgaste dentário erosivo caracteriza-se como sendo uma perda da estrutura dura por um processo químico não bacteriano. Os ácidos que atingem, primeiramente, a superfície mais superficial do dente não são produto da flora oral, mas podem ter origem extrínseca, a partir de alimentos, medicamentos ou até mesmo devido a determinadas profissões que estão expostas a fatores de risco; intrínseca, como os distúrbios gastroesofágicos, distúrbios alimentares ou outras patologias causadoras do vómito; ou idiopática, sem causa conhecida. A exposição ao ácido, por si só, não constitui uma condição para que obrigatoriamente se inicie ou progrida a erosão dentária. A suscetibilidade individual depende de fatores biológicos e também comportamentais capazes de modular o risco para a erosão dentária. A intervenção clínica face à perda estrutural implica o controlo dos fatores etiológicos nomeadamente dietéticos, comportamentais e patológicos, associado a medidas preventivas/terapêuticas de reforço da estrutura dentária. Em casos mais severos de alteração estética e/ou funcional há que reabilitar a estrutura dentária perdida. Pretendeu-se com este trabalho sistematizar a abordagem clínica ao desgaste erosivo, de forma a facilitar o seu diagnóstico e a atuação clínica. Para tal esquematizou-se uma ficha clínica capaz de guiar o médico dentista e facilitar a sua decisão. Foi efetuada uma pesquisa na B-on, Medline/PubMed e em livros, de informação válida sobre o tema. Não se interpôs limitação temporal e usaram-se as seguintes palavras-chave na seleção de artigos: tooth wear, dental erosion, tooth wear treatment, treatment, composites. O planeamento preciso das condutas preventivas e reabilitadoras a adotar perante o desgaste erosivo é decisivo para se obter uma resolução eficaz e duradoura. Quando há uma necessidade de reabilitar a estrutura perdida, a opção deverá ser o menos invasiva possível, com um resultado o mais previsível possível e com o mais elevado nível de aceitação pelo paciente. Com este intuito foi descrita uma técnica para reabilitação de casos severos de desgaste dentário erosivo. The tooth wear is designated as the loss of dental hard tissue, which is not caused by dental cavity, trauma or developmental defects. It is an irreversible, progressive and cumulative change that compromises the dental anatomy. There are three possible causes of tooth wear: attrition, abrasion and erosion and it is often a multifactorial process. The factors act sequentially, synergistically and additively and it is difficult to attribute a single cause to an existing condition. Due to the increasing incidence and prevalence of dental erosion, it was decided to focus attention on the tooth wear exclusively. The erosive tooth wear is characterized as a loss of the hard structure by a non-bacterial chemical process. The acids that first reach the most superficial surface of the tooth are not the product of the oral flora. They may have extrinsic origin from food, medicines or even due to certain occupations that are exposed to risk factors; intrinsic origin, such as gastroesophageal disorders, eating disorders or other diseases causing vomiting; or idiopathic, without a known cause. A simple exposure to the acid is not a first priority to start or progress to dental erosion. The individual susceptibility depends on biological factors and also on behavioral factors, which are able of modulating the risk for dental erosion. The clinical intervention caused by the structural loss implies the control of etiological factors particularly dietary, behavioral and pathological factors associated with preventive/therapeutic measures to strengthen the tooth structure. In more severe cases of aesthetic and/or functional change, it is necessary to rehabilitate the lost tooth structure. The aim of this study was to systematize the clinical approach to erosive wear in order to facilitate its diagnosis and clinical performance. So a clinical record was sketched up to guide the dentists and facilitate their decision. It was carried out a research on B-on, Medline / PubMed and on books with a reliable information on the topic. There was not a temporal limitation and it was used the following keywords: tooth wear, dental erosion, tooth wear treatment, treatment, composites. The accurate planning of preventive and rehabilitative behaviors to be adopted in the erosive wear is a decisive factor to achieve an effective and lasting resolution. When there is a need to rehabilitate the lost structure, the option should be the least invasive as possible, with a more predictable result as possible and with the highest level of patient acceptance. With this purpose it was described a technique for the rehabilitation of severe cases of erosive tooth wear.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/4402
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_21379.pdf1,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.