Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4396
Título: Anestesia Local sem Vasoconstritor versus com Vasoconstritor
Autor: Teixeira, Rafael Nogueira
Orientador: Macedo, José de
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: O conhecimento das propriedades estruturais, mecanismos de acção e complicações associadas ao uso de anestésicos locais, é importante para a prática anestésica, esta nunca pode estar dissociada dos anestésicos locais. As diversas controvérsias quanto ao uso de anestesia local com vasoconstritor como substância padrão, são por vezes um problema. O aparecimento de novas substâncias implica uma constante actualização por parte dos profissionais de forma assegurar o melhor e o mais seguro do procedimento realizado. A utilização de vasoconstritor é importante, pois este apresenta melhorias da substância anestésica chegando até a poder reduzir os seus piores efeitos. Esta revisão bibliográfica foi realizada com o propósito de analisar quais as vantagens e as desvantagens da associação de vasoconstritor e qual será actualmente o anestésico mais seguro e eficiente. A articaína é um dos anestésicos mais recentes, deste modo os estudos comparativos entre anestésicos, com ou sem vasoconstritor, são contínuos e apresentam sempre como objectivo comparar a sua segurança. Assim a administração de vasoconstritor em pacientes comprometidos, como por exemplo, pacientes com patologia cardiovascular já podem ser considerados aptos à administração de anestésico local com esta associação, para a prevenção e tratamento da dor. Diversos autores, afirmam que o risco no procedimento não está propriamente presente na substância anestésica, mas sim na experiência, cuidado e técnica do profissional no momento da sua aplicação. The comprehension of the structural properties, mechanisms of action and complications associated with the use of local anesthetics is extremely important for anesthetic practice and can never be dissociated of local anesthetics. There are several controversies regarding the use of vasoconstrictor substances associated with local anesthesia as a standard procedure and that sometimes constitutes a problem. The emergence of new substances involves a constant update for the professionals and with that insures that the best and safest procedure is performed. The use of vasoconstrictor substances is extremely important for the improvement of the anesthetic actuation and perhaps reducing its worst effects. This literature review was performed in order to analyze the advantages and disadvantages of the two combined substances (vasoconstrictor and local anesthetic) and to examine what is currently the safest and most efficient anesthetic. Articaine is one of the latest anesthetics and for that there are more and continuous studies being performed to compare it with other anesthetics and the influence of the use, or not, of vasoconstrictor substances, always verifying their safety. Therefore the use of vasoconstrictor substances in compromised patients, such as patients with cardiovascular disease, are now considered suitable for administration conjugated with local anesthetics for prevention and treatment of pain. Several authors state that the risk of this procedure is not really associated with the substance itself but the experience of the professional administrating it or technical and professional care at the time of the administration.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/4396
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Anestesia Local sem Vasoconstritor vs com Vasoconstritor.pdf7,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.