Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4379
Título: Autonomia nos cuidados de saúde oral nas crianças e jovens com necessidades de saúde especiais
Autor: Romanini, Raunan Martins
Orientador: Bulhosa, José Frias
Palavras-chave: Saúde Oral
Autonomia nos cuidados de higiene oral
Crianças e Jovens com Necessidades de Saúde Especiais
Oral Health
Oral Hygiene Care Autonomy
Children and young people with Special Health Care Needs
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: A saúde oral é um aspeto importante da saúde. A falta de higiene oral pode afetar a qualidade de vida de uma pessoa, sendo fundamental adquirir desde cedo hábitos corretos de higiene oral. Este trabalho consiste num estudo observacional de corte transversal. Os resultados obtidos pautam-se num levantamento de dados adquiridos através da aplicação de um questionário direcionados aos Encarregados de Educação de crianças e jovens com Necessidades de Saúde Especial (NSE) que frequentam a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) da vila da Sertã. Este estudo pretende tomar conhecimento se as crianças e jovens com NSE são autónomas nos cuidados de higiene oral e que fatores condicionam essa autonomia. Com base na análise dos resultados pretende-se fazer uma reflexão sobre a importância da promoção da autonomia na saúde oral, tendo em conta que essas crianças e jovens apresentam maior risco de contrair doenças de foro oral. Este estudo revelou que a maioria das crianças e jovens realizam a sua higiene oral no máximo uma vez por dia (71%), sendo que metade necessita de ajuda na realização da mesma, referindo a incapacidade motora como principal motivo (59%). A maioria dos Encarregados de Educação considera que o seu educando não executa corretamente a sua higiene oral (67%) e que não necessitam de serem lembrados para realizar a mesma (53%), no entanto, existe pouca diferença relativamente aos que têm que ser lembrados (47%), sendo que 50% referem que necessitam de vigilância de um adulto/responsável. Grande parte dos Encarregados de Educação (62%) não tem conhecimento se já foi algum profissional do sector da saúde orientar sobre os cuidados de saúde oral. Assim, considera-se importante realizar ações de formação dirigidas às crianças e jovens com NSE relativamente à saúde oral e investir na inclusão dos encarregados de educação nessas formações, articulando com os educadores da APPACDM. Oral health is an important aspect of health. The lack of oral hygiene may affect the quality of life of a person, being of the utmost importance to achieve correct habits concerning oral hygiene as early as possible. This work consists of an observational cross-sectional study. The results obtained are based on data collected through the application of a questionnaire directed to carers of children and young people with special health care needs (SHCN) that attend the Portuguese Association of Parents and Friends of the Mentally Handicapped (APPACDM) in the town of Sertã. This study intends to enlighten if children and young people with special health care needs are autonomous concerning care and oral hygiene and which factors condition that same autonomy. Based on the analysis of the results it is intended to reflect on the importance of promoting the autonomy of oral health not forgetting that these children and young people present a high risk of developing oral diseases. This study revealed that the majority of children and young people perform their oral hygiene once a day maximum (71%), and half of them need help doing it, pointing out motor disability as the main reason (59%). The majority of carers think that their children do not perform their oral hygiene correctly (67%) and that they do not need to be reminded to do it (53%). However, there is very little difference towards those who have to be reminded (47%), being that 50 % say they need the supervision of an adult/ carer. Most carers (62%) do not know if there has been any guidance from a health professional about oral health care. Therefore it is considered important to conduct training activities about oral health regarding children and young people with special health care needs and to include the parents in these training activities, articulating them with the educators at APPACDM.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/4379
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_20113.pdf1,55 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.