Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4377
Título: Biossegurança e rastreabilidade de dispositivos médicos feitos por medida entre a clínica de medicina dentária e o laboratório de prótese
Autor: Moreira, Ana Rita da Silva
Orientador: Monteiro, Patrícia Manarte
Palavras-chave: Medical device
Classification
CE mark
Custom-made
Dental prostheses
Instructions for use
Single-use
Reprocessing
Cross infection
Dental office
Prosthodontic
Infection control
Disinfection
Sterilization
Traceability
Communication
Written instructions
Quality
Dental laboratory
Identification
Unique device identification
Denture marking
Bar code
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: A prótese dentária destina-se à substituição das peças dentárias perdidas, com o restabelecimento da função oral e atendendo às suas características e finalidade, são classificadas como dispositivos médicos (DM). A sua elaboração envolve uma interacção entre o profissional de saúde, assistentes e técnicos do laboratório de prótese. Esta revisão narrativa teve como propósito catalogar e definir os DM em Medicina Dentária, em particular os dispositivos médicos feitos por medida (DMFM, próteses dentárias); Pretendeu-se ainda enumerar as principais vias de transmissão de infecções e os conceitos gerais acerca da biossegurança que orientam o controlo de infecção relativamente aos ambientes clínico e laboratorial, nas reabilitações com DMFM; rever orientações da literatura quanto à comunicação entre o laboratório de prótese e a clínica de Medicina Dentária, particularmente quanto às possibilidades de rastreabilidade dos DMFM, em termos de controlo e biossegurança, e seus contributos para a prática clínica. A pesquisa foi efectivada aplicando a seguinte terminologia: “medical device”, “classification”, “CE mark”, “custom-made”, “dental prostheses”, “instructions for use”, “single-use”, “reprocessing”, “cross infection”, “dental office”, “prosthodontic”, “infection control”, “disinfection”, “sterilization”, “traceability”, “communication”, “written instructions”, “quality”, “dental laboratory”, “identification”, “unique device identification”, “denture marking” e “bar code” e teve por base estudos de revisão sistemática, revisão, observacionais transversais, orientações e decretos-lei. A biossegurança é um conceito que reflecte as medidas preventivas que deverão ser adoptadas visando o controlo dos riscos existentes na confecção de um DMFM, sendo que implica uma coordenação entre equipas (Médico Dentista/Pessoal Auxiliar/laboratório) de modo a garantir o cumprimento de medidas que evitem a transmissão de microrganismos; A rastreabilidade consiste no conhecimento do ciclo de vida de um produto, sendo que os registos escritos das distintas acções e tecnologias que permitam a identificação destes dispositivos contribuem para este facto. A segurança do paciente e de todos os profissionais que estão envolvidos no processo de fabrico das próteses dentárias deve ser uma prioridade, sendo que o cumprimento dos critérios de documentação facilita a rastreabilidade e o controlo de qualidade e segurança do DMFM. Dental prosthesis is intended for replacement of lost dental pieces restoring the oral function and, taking into account their characteristics and purpose, are classified as Medical Devices (MD). Its preparation involves an interaction between the dental professionals, dental assistants and dental lab technicians. This narrative review aimed to catalog and define the MD in dentistry, in particular custom-made medical devices (CMMD, dentures); It was still intended to enumerate the main routes of infection transmission and general concepts about bio-safety that guide infection control in relation to clinical and laboratory environments during rehabilitation with CMMD; to review literature guidelines concerning communication between laboratory and dental clinics, particularly as to the possibilities of CMMD traceability in terms of control and bio-safety, and their contributions to clinical practice. The research used the following terminology: "medical device", "classification", "CE mark", "custom-made", "dental prostheses", "instructions for use", "single-use", "reprocessing" "cross infection", "dental office", "prosthodontic," "infection control", "disinfection", "sterilization", "traceability", "communication", "written instructions", "quality", "dental laboratory", "identification", "unique device identification", "denture marking" and "bar code" and methodology included, systematic and narrative reviews, cross-sectional observational studies, guidelines and law directives. Biosafety is a concept that reflects the preventive measures to be taken, concerning the auditing of existing risks, regarding elaboration of CMMD, and that implies coordination between teams (Dentist/dental Assistants / Lab technicians’) to ensure compliance with measures to prevent microorganisms transmissions; Traceability is the knowledge of the life cycle of a product, and the written records of different actions and technologies that enable the identification of these devices contribute to this. Patient safety and all professionals who are involved in the manufacture of dental prostheses process should be a priority, and the fulfillment of the documentation facilitates CMMD traceability, safety and quality controls.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/4377
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_21558.pdf1,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.