Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4376
Título: Desinfecção e esterilização de instrumental em Medicina Dentária
Outros títulos: processo, rastreabilidade e qualidade no reprocessamento destes Dispositivos Médicos
Autor: Silva, Eduarda Lígia Almeida Brites Pereira da
Orientador: Monteiro, Patrícia Manarte
Palavras-chave: Cross infection AND dentistry
Cross infection AND dentistry AND patient risks
Cross infection AND dental office
Sterilization protocol AND dental office
Reusable instruments AND dentistry
Reprocessing AND dental instruments
Reprocessing AND dentistry
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: A prevenção da contaminação cruzada é um elemento-chave para providenciar um ambiente seguro, tanto para os pacientes como para os próprios profissionais presentes nos consultórios dentários, sendo um tema pertinente e actual. Neste trabalho de revisão narrativa pretendeu-se (1) reunir e actualizar informações relativas aos processos de descontaminação, (2) definir o instrumental clínico como Dispositivo Médico (DM), contextualizando-o na legislação vigente, (3) descrever como se realiza a rastreabilidade do reprocessamento e de que forma esta auxilia na gestão do controlo de qualidade do processo. Foi efectuada uma pesquisa entre Setembro de 2013 e Janeiro de 2014 em duas bases de dados principais, PubMed (Medline) e Embase (Science Direct), recorrendo às palavras-chave: “cross infection AND dentistry”, “cross infection AND dentistry AND patient risks”, “cross infection AND dental office”, “sterilization protocol AND dental office”, “reusable instruments AND dentistry”, “reprocessing AND dental instruments” e “reprocessing AND dentistry”. Na metodologia foram incluídos: (1) artigos publicados a partir do ano 2000, (2) em língua inglesa, (3) free full text, (4) tipo de artigo: revisão narrativa, revisão sistemática, meta-análise, estudos observacionais e ensaios clínicos. A literatura consultada permitiu aferir as seguintes conclusões: (1) todo o instrumental de Medicina Dentária está incluído na categoria de DM e, assim, os processos envolvidos no reprocessamento encontram-se regulados por legislação, (2) não existe um procedimento standard para o reprocessamento, dado que diversos métodos podem ser empregues eficazmente desde que reconhecidas as suas características e limitações, (3) os procedimentos de descontaminação devem corresponder a processos documentados e validados, (4) recomenda-se a formação especializada de profissionais, (5) a possibilidade de rastrear um DM promove a garantia de segurança associada ao seu uso, uma vez que permite a detecção precoce de falhas nos processos envolvidos, favorecendo a implementação de medidas correctivas e, por fim, (6) os dados descritos na literatura quanto a esta temática são escassos, mostrando-se necessário efectuar estudos aplicados às particularidades do ambiente clínico da Medicina Dentária. Cross-infection prevention is a key element for providing a safe environment, for both patients and health professionals in dental offices, portraying itself as a pertinent and current subject. This narrative review aimed: (1) to collect and update information on decontamination procedures, (2) to define dental instruments as Medical Devices (MD), contextualizing them in the current legislation, (3) to describe how to perform reprocessing traceability and how it can assist in the quality control process management. A survey between September 2013 and January 2014 was carried out in two main databases, PubMed (MEDLINE) and Embase (Science Direct) using the keywords: “cross infection AND dentistry”, “cross infection AND dentistry AND patient risks”, “cross infection AND dental office”, “sterilization protocol AND dental office”, “reusable instruments AND dentistry”, “reprocessing AND dental instruments” and “reprocessing AND dentistry”. Methodology research included: (1) articles published since 2000, (2) in English, (3) free full text, (4) article type: narrative reviews, systematic reviews, meta-analyzes, observational studies and clinical trials. The literature reviewed allowed the assessment of the following conclusions: (1) all dental instruments are regarded as MD and so the processes involved in their reprocessing are controlled by law, (2) there isn’t a standard procedure for MD reprocessing, since many methods can be applied with efficacy, given that their characteristics and limitations are known, (3) decontamination’s processes must be documented and validated, (4) professionals’ specialized training is recommended, (5) the possibility of MD traceability promotes the assurance of security related to its use, as it allows the early detection of procedures’ errors, making it possible to implement corrective measures and (6) the data described in the literature on this issue is scarce, being necessary to carry out studies applied to particularities of the dentistry clinical environment.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/4376
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Eduarda_Silva_21779.pdf1,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.