Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4294
Título: Criminalidade, Insegurança e Controlo Social Formal
Outros títulos: perceções de uma Comunidade Guineense
Autor: Nogueira, José Cristiano Patrício
Orientador: Sani, Ana Isabel
Nunes, Laura M.
Palavras-chave: Diagnóstico
Segurança
Crime
Policiamento
Diagnosis
Safety
Crime
Policing
Data de Defesa: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: Certos países apresentam níveis de insegurança elevados, o que tem permitido e justificado a intervenção da Organização das Nações Unidas. Um dos países que tem sido alvo de ações interventivas concertadas é a Guiné-Bissau. Então, foi importante a instalação de esquadras modelo em certas comunidades guineenses. Por isso, parece relevante conhecer as perceções dos habitantes relativamente ao crime, à (in)segurança e ao controlo social formal. Assim, desenvolveu-se o presente estudo exploratório, descritivo, transversal, retrospetivo e observacional, baseado no autorrelato. O estudo foi realizado no âmbito de um protocolo de colaboração entre a Organização das Nações Unidas e a Universidade Fernando Pessoa. Para a realização do estudo foi aplicado um questionário (Sani e Nunes, 2013a, b), designado por Diagnóstico Local de Segurança - DLS. A amostra composta por 184 residentes no Bairro Militar com idades que variam entre os 16 e os 58 anos, sendo a média de 28.3 e o desvio-padrão de 9.09. Relativamente ao sexo dos inquiridos verificamos que 67.4% são do sexo masculino e 32.6% do feminino. Os resultados evidenciaram uma perceção de insegurança da população (51%), sustentada nos argumentos relativos ao insuficiente policiamento (40%). Houve a perceção da presença de crime (20%) e, os indivíduos, também, mencionaram a reduzida iluminação pública (10%). A perceção de que o crime aumentou (52.2%) advém da experiência/observação dos inquiridos, evidenciando-se a agressão física e o assalto a residência como os crimes mais frequentes e temidos. Desta investigação realça-se a necessidade de adaptação da polícia a uma filosofia de policiamento comunitário.
Some countries have high levels of insecurity, which has justified the intervention of the United Nations Organization. One of the countries that had need for interventional concerted actions is Guinea-Bissau. So, it was important to develop models of police stations in certain Guinean communities. For that, it seems relevant to know the perceptions of the people about crime, (in)security and formal social control. Thus, it was developed this exploratory study, descriptive, cross-sectional, retrospective, and observational, based on self-report. The study was realized under a cooperation agreement between the United Nations Organization and the Fernando Pessoa University. To developd the study, it was applied a questionnaire (Sani and Nunes, 2013a, b), called Local Security Diagnosis - DLS. The sample was comprised by 184 residents of Bairro Militar, whose ages ranged between 16 and 58 years old, with a mean of 28.3 and a standard deviation of 9.09. Regarding the sex of respondents, it was found that 67.4% are male and 32.6% are female. The results showed a perception of insecurity of the population (51%), based in arguments concerning the inadequate policing (40%). There was perception of crime (20%) and also the individuals also mentioned little public lighting (10%). The perception that crime has increased (52.2%) comes from experience/observation, revealing the assault and burglaries as the most frequent and feared crimes. This research highlights the need to adapt police to a philosophy of community policing.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa, como parte dos requisitos necessários para a obtenção do grau Mestre em Criminologia
URI: http://hdl.handle.net/10284/4294
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_Final_José Cristiano Patrício Nogueira (24.06.2014).pdf869,99 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.