Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4287
Título: Era uma vez dentro de nós!
Outros títulos: as narrativas a serviço da criatividade e do autoconhecimento
Autor: Costa, Maria Elisa Moreira
Orientador: Estrada, Rui
Palavras-chave: Criatividade
Dimensões da criatividade
Ambiente organizacional
Autoconhecimento
Narrativas
Narrativas infantis
Hans Christian Andersen
Contos de fadas
Creativity
Dimensions of creativity
Organizational environment
Self-knowledge
Narratives
Children’s narrative
Hans Christian Andersen
Fairy tales
Data: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: Esta dissertação aborda a correlação das narrativas infantis, criatividade e autoconhecimento. Os principais objetivos centram-se em verificar se o uso das narrativas infantis de contos de fadas ampliam a criatividade e o autoconhecimento; esclarecer se o processo de autoconhecimento, por sua vez, favorece os processos criativos nas atividades profissionais; e demonstrar a possibilidade de uso complementar de ativadores criativos com as narrativas, descobrindo assim, quais os ativadores que melhor se correlacionam aos contos escolhidos. A pesquisa exploratória compõe-se de três etapas: a primeira advém de encontros presenciais ocorridos no ano de 2010, com profissionais ligados à formação e qualificação de jovens em uma Organização não Governamental (ONG) na cidade de São Paulo; a segunda etapa é fruto dos estudos da autora desta dissertação ao longo do ano de 2013; e a terceira etapa, fundamentada em entrevistas semiestruturadas no ano de 2014, com os mesmos participantes dos encontros presenciais ocorridos 30 meses antes. Conclui-se que é possível utilizar as narrativas infantis para ampliar a criatividade e também o autoconhecimento. Em relação à importância das narrativas infantis em particular para a criatividade, a consigna “era uma vez” foi a pista fundamental para esta apuração, por carregar em si mesma infinitas possibilidades para acessar a imaginação. Em relação à importância das narrativas infantis em particular para o autoconhecimento, a demonstração permeia as questões ligadas à estrutura. Ao compreender a sequência das invariantes presentes ao longo de uma narrativa infantil, é possível fazer uma correlação direta com a consciência pessoal em relação às etapas de vida. Foi também possível descobrir que sete ativadores criativos em específico, podem ser utilizados concomitantemente às quatro narrativas de Hans Christian Andersen, de forma bastante benéfica, potencializando seu uso como ferramenta para o autoconhecimento e estimulação da criatividade. Constatou-se, portanto, pelas pesquisas realizadas que profissionais que se aprofundam em seu autoconhecimento tornam-se mais autoconfiantes e, consequentemente, mais criativos.
The purpose of this paper is to explore the correlation of the children’s narratives with creativity and self-knowledge. The main goals are focused on checking whether the use of fairy tales’ narrative enhance creativity and self-knowledge; clearing up if the self-knowledge process could in turn facilitate the creative process in professional activities; showing the chance of further use of creative activators with narratives, and this way finding out which ones better correlate with the chosen fairy tales. The exploratory research consists of three stages – the first stage comes from onsite meetings held in 2010, with professionals responsible for training and professional qualification of young people in a Non-Governmental Organization in São Paulo (NGO); the second step is the result of studies by the researcher in 2013; and the third stage is based on semi-structured interviews in 2014 with the same participants of the onsite meetings held nearly forty two months before. So, it can be concluded that it is possible to make use of the children’s narratives in order to widen the level of creativity as well as self-knowledge. Referring to the importance of children’s narrative, particularly for creativity, the slogan “once upon a time” was the fundamental clue for this verification, as it is burdened with infinite possibilities to access the imagination. Now, the importance of this narrative, particularly for self-knowledge, the demonstration permeates the questions related to the structure. By understanding the invariants’ sequence have been present throughout the children’s narrative, it is possible to make a direct correlation with the personal consciousness in relation to life stages. Also, it was possible to find out that seven creative activators specifically can be used at the same time to four Hans Christian Andersen narratives, in a quite beneficial way, optimizing its use as a tool for self-knowledge and also stimulating the creativity. Therefore, through the surveys could be verified that professionals who focus and invest in their self-knowledge get more self-confident and, as a consequence, more creative ones.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Criatividade e Inovação
URI: http://hdl.handle.net/10284/4287
Aparece nas colecções:FCHS (DCEC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Maria Elisa Moreira Costa.pdf3,23 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.