Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4260
Título: O jornalismo e os cenários complexos inaugurais
Outros títulos: coberturas sobre drogas no Brasil e em Portugal
Autor: Bruck, Mozahir Salomão
Orientador: Sousa, Jorge Pedro
Palavras-chave: Jornalismo
Acontecimento
Conhecimento
Cenários Complexos Inaugurais
Drogas
Journalism
Happening
Knowledge
Complexes inaugural scenarios
Drugs
Data: 2014
Editora: [s.n.]
Resumo: Este relato apresenta resultados de pesquisa, em que buscou-se avançar na articulação do conceito de cenários complexos inaugurais. Nosso pressuposto é que em função de novos quadros de realidade e de suas exigências de explicação, o trabalho jornalístico tende a se desenvolver em circunstâncias de instabilidade e vulnerabilidade, pois sendo o jornalismo um discurso dependente diretamente de outros discursos (suas fontes primárias, secundárias etc), e sendo esses originados em outros campos de conhecimento (considerados pelo jornalismo como fontes de autoridade), o fazer jornalístico acaba – ele próprio - ficando à mercê das incertezas, dúvidas, generalizações e mitificações – que se instalam nas lacunas abertas pela impossibilidade inicial de melhor compreensão de tais fenômenos e processos. Ocupamo-nos para tal de uma revisitação crítica aos estudos sobre conhecimento e acontecimento, na perspectiva midiática que tais noções comportam, e posteriormente, procuramos articular tais noções a formulações teóricas de Alfred Schutz e William James e os estudos do pesquisador português João Carlos Correia. Com a revisitação e ampliação deste diálogo, quisemos estabelecer de modo mais estruturado a formulação teórica que ora desenvolvemos.
This report presents the results of a research which has aimed to clarify the concept of inaugural complex sceneries. The hypothesis is that reality new frames have required new understanding and elucidative basis, defying the journalism practice to be exercised under unstable circumstances. It occurs because journalism speech production depends directly on primary and secondary information sources, originated from other knowledge areas (journalism speech considered an authority of information source). Therefore, the journalistic work finds itself at the mercy of a complex scenery of uncertainties, doubts and mystification, resulting in lacks of phenomena and process understanding. This paper also: a)reports a critical review concerning events and knowledge/interpretations disseminated in media perspective; b) articulates theoretical formulations of Alfred Schutz and William James, as well as the portuguese researcher João Carlos Correia’s studies. By revisiting and expanding this dialogue, we expect to establish a better structured theoretical formulation developed herein .
Descrição: Relatório apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do título de pós-doutoramento em Ciências da Comunicação, vertente Teorias do Jornalismo
URI: http://hdl.handle.net/10284/4260
Aparece nas colecções:FCHS (DCEC) - Relatórios Técnico/Científicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
O jornalismo e os cenários complexos inaugurais.pdf830,14 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.