Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/425
Título: Espondilite anquilosante
Outros títulos: o exercício físico como reabilitação e promotor da qualidade de vida
Autor: Costa, Rosa Maria
Monteagudo, Maria Dolores
Palavras-chave: Espondilite Anquilosante
Exercício físico
Motricidade Humana
Qualidade de vida
Data: 2007
Editora: Edições Universidade Fernando Pessoa
Citação: Revista da Faculdade de Ciências da Saúde. Porto. ISSN 1646-0480. 4 (2007) 204-219.
Relatório da Série N.º: Revista da Faculdade de Ciências da Saúde
4
Resumo: o objectivo do estudo foi verificar a relação entre a prática de exercício físico e a qualidade de vida em doentes com espondilite Anquilosante. recorreu-se a um estudo quantitativo, de abordagem descritiva correlacional, em que o instrumento de colheita de dados foi o questionário. os dados foram tratados com o programa estatístico SpSS (Statistical package for social Sciences) versão 12.0 e as técnicas estatísticas utilizadas foram a descritiva e a inferencial. participaram no estudo 19 pacientes, 10 do género feminino e 9 do masculino com valores médios de 46,58 anos de idade, 27,53 anos de aparecimento dos primeiros sintomas, 6,88 anos confirmação do diagnóstico e de 10,83 anos de evolução de doença. relativamente à prática de exercício físico, comprovou-se que 10 praticavam regularmente e os restantes 9 não efectuavam qualquer tipo de exercício físico. conferiu-se que existe relação entre a idade actual, idade do diagnóstico e tempo de confirmação do diagnóstico e a qualidade de vida e que subsistem diferenças na percepção do estado de saúde em relação à prática de exercício físico. the main goal of this study was to verify if the practice of physical exercise is related to the quality of life in patients with Ankylosing Spondylitis. it was made a quantitative study, following a correlative and descriptive approach and a means of data collection it was used a questionnaire. For the data treatment, it was used the statistical program SpSS (Statistical package for Social Sciences), version 12.0 and the statistical techniques used were the descriptive and deductive ones. it involved 19 patients, 10 females and 9 males. With average, 46,58 years old, the first symptoms occurred at the age of 27,53; the lapse of time between the disease appearance and the diagnosis was 6,88 years and presented 10,83 years old of evolution of disease. concerning physical exercise, the study proved that 10 patients practised it regularly, while the other 9 didn’t practise any type of physical exercise. it was possible to conclude that the age, age of diagnosis and the lapse of time between the disease appearance and the diagnosis influence in quality of life and that there are different perceptions regarding the relation between health and physical exercise.
URI: http://hdl.handle.net/10284/425
ISSN: 1646-0480
Aparece nas colecções:FCS - Número 04 (2007)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
204-219REVISTA_FCS_04-6.pdf178,94 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.