Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4198
Título: A Transição para a Vida Pós Escolar de Alunos com Necessidades Educativas Especiais nas Escolas Básicas dos 2º e 3º Ciclos e Ensino Secundário no Concelho de Faro
Autor: Bota, Liliana Maria Correia Pires da Cova
Orientador: Coelho, Fátima
Palavras-chave: Alunos com Necessidades Educativas Especiais
Transição para a Vida Pós Escolar
Plano Individual de Transição
Currículos Funcionais
Students with Special Needs Education
Transition to Adulthood
Individual Transition Plan
Functional Curricula
Data de Defesa: 2013
Editora: [s.n.]
Resumo: Este estudo enquadra-se numa abordagem descritiva sobre a operacionalização do processo de transição para a vida pós escolar de alunos com necessidades educativas especiais. O objetivo é compreender, descrever e refletir sobre a forma de implementação deste processo nas escolas básicas dos 2º e 3º ciclos e ensino secundário do Concelho de Faro, dando especial enfoque às perceções, práticas e opções de mudança manifestadas pelos diretores de turma e professores de educação especial a exercer funções no ano letivo 2012/2013. No estudo em apreço participaram 48 diretores de turma e 12 professores de educação especial, num total de 60 questionários com perguntas predominantemente fechadas e outras que remetiam para uma escala de atitudes do tipo Likert. Das nove hipóteses formuladas, três foram validadas e seis foram rejeitadas. Concluiu-se do estudo que para os professores no geral, os alunos devem iniciar o processo de transição para a vida pós escolar aos 13 anos, com atividades e competências funcionais, direcionadas para a integração na vida da comunidade envolvendo a cooperação dos pais de forma a promover a integração laboral. Apurou-se que o estabelecimento de parcerias e os locais de estágio são muito valorizados pelos professores e que a avaliação e coordenação da transição para a vida pós escolar é regular, sendo sobretudo realizada pelos professores de educação especial e pelo psicólogo. Do mesmo modo constatou-se que cabe a estes profissionais e aos pais a intervenção no processo de transição para a vida pós escolar. Concluiu-se também que nos planos individuais de transição devem constar as tarefas realizadas durante o estágio e a avaliação do aluno, sendo que o professor de educação especial é, novamente, a figura mediadora do processo. Apurou-se que ambas as tipologias de professores reconhecem existir dificuldades no processo de transição para a vida pós escolar, independentemente do tipo de necessidades educativas especiais, sendo que estas são sobretudo a falta de estágios e empregos. A maioria dos professores revelou-se otimista sobre a possibilidade de melhoria na transição para a vida pós escolar, no entanto admitem não ter opinião sobre a legislação em vigor sobre esta matéria.
This study aims to describe in a comprehensive way the process of transition to adulthood of students with special educational needs. The goals is also to understand, describe and overthink how this process is developed in the second and third grade schools as well as in the secondary schools that belong to the city of Faro. It is specially emphasized the teachers´ perceptions, practice and changing points of view, not only of the special educational needs teachers, but also of the regular teachers teaching in the school year 2012/2013. On this study it took part in answering a questionnaire 48 teachers, who are in charge for regular classes, as well as 12 special education teachers, summing up 60 questionnaires with mainly closed answers, however there were other questions in which it was used an attitude Likert scale. There were nine hypotheses, three of them were validated and six were rejected. According to the results of the study the students start the process of transition to adulthood at thirteen, during which they develop functional activities and abilities so they can integrate their community easier. Family takes part in this process and the main goal is to integrate the students professionally, that´s why the establishment of partnerships and places where students can learn a job are so important. The evaluation and coordination of the process are done on a regular basis, mainly by the teachers of special educational needs and by the psychologist. As for its evaluation it is also done by the teacher of the regular classes. On the other hand, the implementation of the process of transition to adulthood is done by the special educational needs teachers, the parents and the psychologist. In the transition plans there should be written the tasks and the evaluation during the students´ internship. The study points out that both teachers recognize existing difficulties, namely the lack of jobs or places where students can learn a profession. The teachers also think irrelevant the kind of special educational needs the students have to develop. Mostly teachers are optimistic about the improvement of the process, however they acknowledge not knowing much about the legislation on the subject.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio Cognitivo e Motor
URI: http://hdl.handle.net/10284/4198
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Final Setembro liliana bota - Anexos.pdf7,02 MBAdobe PDFVer/Abrir
Dissertação Final Setembro liliana bota.pdf1,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.