Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4177
Título: A desidratação no idoso
Autor: Araújo, Maria Lúcia Azevedo
Orientador: Silva, Raquel
Palavras-chave: Água
Desidratação
Envelhecimento
Sinais
Saúde
Water
Aging
Dehydration
Signs
Health
Data de Defesa: 2013
Editora: [s.n.]
Resumo: Uma hidratação desadequada e contínua pode conduzir a uma quantidade de água insuficiente para o normal funcionamento do organismo. Com a idade existem alterações no sistema de regulação hidro-electrolítica e uma redução global da água. Com o objetivo de identificar os fatores que influenciam o estado de desidratação no idoso, utilizamos um questionário aplicado a uma amostra de 50 voluntários idosos, utentes da Farmácia Freitas situada na vila rural de Vieira do Minho, de ambos os sexos, com idade igual ou superior a 65anos que revelaram disponibilidade e interesse em participar. O questionário, constituído por questões fechadas, permitiu a recolha de informação relativamente aos hábitos de ingestão de bebidas e alimentos ricos em água, analisando dados clínicos e características físicas associadas à desidratação dos idosos. A análise da avaliação dos hábitos de ingestão de bebidas e alimentos ricos em água, revelou que o consumo é inferior ao recomendado. Características físicas como a boca seca (mucosa e língua), axilas e pele seca, sinais de obstipação, alterações visuais da cor e odor da urina, diminuição da quantidade de urina excretada, assim como o cansaço físico e mental, perda da capacidade de atenção, memória e dores de cabeça, e também a perda acentuada de peso, são sinais de um possível estado de desidratação nos idosos inquiridos. Este estado de desidratação pode ser justificado por várias razões, a sendo a principal o envelhecimento acompanhado por doenças, falta de apetite e sede, carência de acompanhamento e assistência e também pela elevada falta de informação quer pela parte dos idosos quer pela parte dos seus cuidadores. Os resultados enfatizam a necessidade da elaboração de programas educativos das populações, principalmente idosos e cuidadores, que promovam o reconhecimento da importância do estado de hidratação para uma vida saudável e que considerem nas suas recomendações não apenas o consumo de água mas também de outras bebidas e alimentos ricos em água. An inadequate hydration and continuous may lead to a quantity of water insufficient for normal body function. With age there are changes in the system of the regulation hydro-electrolytic and a reduction overall of water. With the aim of identifying the factors that influence the state of dehydration in the elderly, we used a questionnaire applied to a sample of 50 elderly volunteers costumers of Pharmacy Freitas located in the rural village of Vieira do Minho, of both sexes, aged equal or more that 65 years that revealed availability and interest in participating. The questionnaire consists of closed questions allowed the collection of information on the drinking habits of beverages and foods high in water, analyzing clinical data and physical characteristics associated with the dehydration of the elderly. The analysis of the assessment of drinking habits of drinks and foods high in water revealed that consumption is lower than recommended. Physical characteristics such as dry mouth (mucosa and tongue), underarms and dry skin, signs of constipation, visual changes of color and odor of urine, decreased urine output, as well as physical and mental fatigue, loss of attention capacity and memory, headaches , as well as a severe weight loss, are signs of a possible state of dehydration in the elderly respondents. This state of dehydration can be justified for several reasons, the main one being the aging accompanied by diseases, lack of appetite and thirst, lack of monitoring and assistance and also the high lack of information by the elderly and their caregivers. The results emphasize the need to develop educational programs of populations, particularly elderly and caregivers, to promote the recognition of the importance of hydration status for a healthy life and to consider its recommendations not only for the consumption of water but also other beverages and foods rich in water.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/4177
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese - A desidratação no idoso.pdf886,8 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.