Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4122
Título: Elevação do seio maxilar versus colocação de implantes curtos
Autor: Mesquita, Sofia Raquel Fernandes
Orientador: Lima, Cristina
Data de Defesa: 2013
Editora: [s.n.]
Resumo: A região maxilar posterior edêntula representa um desafio à reabilitação com implantes convencionais devido à perda de volume ósseo vertical e proximidade com o seio maxilar. A adjuvar a limitação de quantidade de osso disponível, nesta região está patente um osso de baixa densidade (osso tipo III e tipo IV). Com o tempo e como consequência da reabsorção alveolar ocorre também a pneumatização do seio maxilar. Atualmente estão ao alcance técnicas de reabilitação avançadas com evidências dadas de previsibilidade, como são: a elevação do seio maxilar e a colocação de implantes curtos. Para um plano de tratamento adequado, o clínico deve aceitar as limitações da Implantologia Oral e munir-se de conhecimentos anatómicos específicos, dos biomateriais disponíveis, dos meios radiológicos apropriados para o bom tratamento cirúrgico desta região, das indicações cirúrgicas e das complicações intrínsecas às técnicas disponíveis. No âmbito da reabilitação do maxilar posterior, este trabalho tem como objetivo contrapor a técnica de elevação do seio maxilar com a colocação de implantes curtos e determinar a efetividade de ambas as abordagem, de modo a eleger um tratamento que vá de acordo com as expectativas do paciente e do médico-dentista. Para a concretização desta revisão recorreu-se ao repositório da Universidade Fernando Pessoa e da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto. A pesquisa eletrónica, realizada no período de 2012/2013, utilizou como base de dados os motores de busca: MEDLINE/Pubmed, B-on, ScienceDirect, Elsevier, e Google académico. Fez-se uso da seguinte terminologia: “sinus lift”, “maxillary sinus lift”, “sinus augumentation”,“sinus elevation”, “short implants”, “short dental implants” e “maxillary short dental implants”, realizando-se combinações com o pesquisador “AND”. A elevação do seio maxilar compreende a colocação de material de enxerto e restaura a quantidade de osso perdida, enquanto a colocação de implante curto utiliza o osso disponível. Quando a estabilidade primária é assegurada a sobrevida dos implantes colocados para ambas as técnicas ronda os 90%, sendo consideradas técnicas de sucesso. Os implantes curtos têm taxas de sobrevida comparáveis a implantes standard e traduzem para o paciente redução de custos, tempo cirúrgico e morbilidade, podendo ser uma alternativa viável à elevação do seio maxilar. Contudo, o risco-benefício da colocação de implantes curtos não está completamente provado e são escassos os estudos controlados randomizados comparativos de uma técnica com a outra. The edentulous posterior region of maxilla represents a challenge to rehabilitation with conventional implants due to loss of vertical bone volume and proximity with maxillary sinus. Hindering the limitation of amount available bone, this region patents a bone of low density (bone Type III and Type IV). With time passing by and as consequence of alveolar resorption sinus pneumatization also occurs. Currently to overcome these problems there are advanced techniques with given evidences of previsibility as: the sinus lift surgery and the use of short implants. For an adequate plan of treatment the physician must accept the limitations of Oral Implantology and arm itself with specific anatomical knowledges and about the available biomaterials, appropriate radiological means for the good surgical treatment of this region, the surgical indications and the intrinsic complications of the available techniques. In the scope of rehabilitation the posterior maxilla, this paper has as objective to oppose sinus lift procedure with the use of short implants and to determine the effectiveness of both approaches, in order to choose a treatment with accordance of patient and doctor expectations. To accomplish this review a hand search was conducted in the repertoire of Fernando Pessoa University and College of Dental Medicine of Porto University. An electronic research was carried through covering the period of 2012/2013, used as databases: MEDLINE/Pubmed, B-on, ScienceDirect, Elsevier, and Google Scholar. The following terminology were used: “sinus lift”, “maxillary sinus lift”, “sinus augumentation”,“sinus elevation”, “short implants”, “short dental implants” and “maxillary short dental implants”, combinations were made with the researcher “AND”. Sinus lift understands sinus grafting and restores the amount of bone lost, while placing short implants use the available bone. When the primary stability is assured the implant survivals for both techniques ranges 90%, being considered techniques with success. The survival rates for short implants are comparable with those obtained with standard implants, despite the use of short implants gives to patient reduction of costs, surgical time and morbility, being a viable alternative to sinus lift. However, the risk benefit of using short implants is not completely proven and there are few randomized controlled trials whose compare one technique with the other.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/4122
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Sofia Mesquita - nº19959.pdf977,52 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.