Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4076
Título: Mecanismos virais no Cancro da Próstata
Outros títulos: influência do vírus XMRV no aparecimento da doença
Autor: Carvalho, Mafalda Barroso
Orientador: Medeiros, Rui
Palavras-chave: Cancro da próstata
Tumor
RNAse
Vírus
XMRV
Prostate Cancer
Tumor
RNAse
Viruses
XMRV
Data de Defesa: 2013
Editora: [s.n.]
Resumo: Introdução – O cancro da próstata tem tido uma enorme prevalência a nível mundial, justificando um elevado número de estudos não só na procura de novos tratamentos mais eficazes como também dos agentes que causam esta patologia, visto ser essencial saber a sua origem para a introdução de estratégias de prevenção. As causas que levam ao seu aparecimento são ainda desconhecidas, embora se saiba já a influência de alguns fatores, tais como a dieta, a idade, os antecedentes familiares, entre outros. Algumas linhas de investigação têm proposto uma hipótese que envolve alguns vírus na etiologia do cancro da próstata, tal como acontece noutros tipos de cancro, tendo como exemplo no cancro do colo do útero com o vírus do papiloma humano. Objetivos – Esta dissertação visa efetuar uma revisão com atualização do conhecimento científico sobre os mecanismos víricos que possam ser considerados como uma das causas do cancro da próstata. Material e métodos – Realizou-se uma pesquisa bibliográfica que incidiu na pesquisa eletrónica de numerosos artigos de jornais e revistas científicas e clínicas e principalmente na base de dados Medline, com interface de pesquisa Pubmed. Efetuou-se uma análise quantitativa e qualitativa dos agentes virais relacionados com o cancro da próstata descritos na literatura. Resultados e discussão – Na literatura, o vírus mais associado ao aparecimento do cancro da próstata é o vírus XMRV. Vários mecanismos de ação foram propostos como forma de infetar os tecidos humanos, principalmente as células da próstata. A presença de mutações no gene RNAseL, tal como uma preferência local por determinados locais de integração levando a uma influência andrógena foram mecanismos defendidos por vários autores. Uma possível transmissão sexual e uma ligação do vírus indireta à tumorigénese apresentam uma menor incidência de citação, mas que não deve ser ignorada. Foram identificados fármacos que poderiam ser utilizados numa terapia contra este vírus, tal como fatores de restrição existentes no humano que impedem a replicação viral por parte de XMRV. Conclusão – Há um elevado número de artigos que defendem uma relação causal entre o vírus XMRV e o cancro da próstata. Contudo, muitos outros autores sugerem que este vírus em humanos seja encontrado apenas devido a contaminação laboratorial. Introduction – Prostate cancer´s worldwide prevalence has justified a high number of studies not only seeking new, more effective treatment but also concerning the pathogenesis since it is of utmost importance reconnaissance of its underlying causes in order to apply preventing measures. Those causes are yet unknown even though some factors influence such as diet, age or family history. Some research have set forward a hypothesis where some viruses take part in prostate´s cancer etiology, similar to other kinds of cancer like the uterine cancer with the HPV. Objectives – The dissertation here presented aims to review the scientific updates on viral mechanisms which are considered as a potencial cause for prostate cancer. Methods and materials – A bibliographical research was conducted with particular focus on online scientific and clinical journals and magazines, using primarily Medline database through Pubmed research interface. A quantitative and qualitative analyses of the prostate cancer related viral agents described in literature was made. Results and Discussion – Literature shows the XMRV as being the virus most associated with prostate cancer. Several mechanisms were purposed for the infection events of human tissue, particularly prostate cells. The presence of mutation on the RNAseL gene and a local preference by determined integration spots leading to an androgenic influence were mechanisms defended by several authors. A possible sexual transmission and an indirect link of the virus to the tumorgenesis are fewer times presented but its significance should not be ignored. Drugs to be used in therapy against XMRV were identified as well as restriction factor present in humans wich stop its replication. Conclusion- There is a high number of articles defending a causal relation between XMRV and prostate cancer. Nevertheless, many authors suggest this virus is only found in humans due to laboratorial contamination.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/4076
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MONOGRAFIA IMPRIMIR.pdf482,17 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.