Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/4010
Título: Efeitos da técnica respiratória de Buteyko na Espirometria de Nadadores de Competição
Autor: Nóbrega, Ana Sofia
Orientador: Oliveira, José Lumini de
Palavras-chave: Buteyko
Natação
Fisioterapia
Espirometria
Buteyko
Swimming
Physical Therapy
Spirometry
Data de Defesa: 2013
Editora: [s.n.]
Resumo: Objectivo: Determinar a eficácia da Técnica Respiratória de Buteyko (BBT) na função ventilatória de nadadores de competição. Metodologia: 21 atletas da equipa de natação do Ginásio Clube de Vila Real foram seleccionados, de acordo com idade (categoria) e aleatoriamente divididos em dois grupos (grupo C - grupo controlo; grupo B – grupo experimental). No grupo B foram aplicados alguns exercícios da Técnica Respiratória de Buteyko, o grupo C ficou como grupo de controlo. Ambos realizaram testes de espirometria, onde foram avaliados o volume expiratório forçado ao 1º segundo (VEF1), a capacidade vital forçada (CVF), o pico de fluxo expiratório (PFE) e a capacidade vital inspiratória (IVC), antes e após a aplicação da técnica (que teve a duração de duas semanas). Resultados: Houve um aumento de 8,81% no VEF1, 13,63% na CVF, 18,91% no PFE e uma diminuição 2,18% na IVC. Conclusão: Ainda que sem significância estatística, a BBT parece exercer uma influência positiva na força dos músculos respiratórios pois os parâmetros espirométricos do grupo experimental aumentaram ligeiramente relativamente ao grupo controlo após a aplicação da técnica. Objective: To determine the effectiveness of Buteyko Breathing Technique (BBT) on the ventilatory function of competitive swimmers. Methodology: 21 athletes from the Ginásio Clube de Vila Real’s swimming team were selected according to age (category) and randomly divided into two groups (group C - control group, group B - experimental group). In group B were applied some exercises from the Buteyko Breathing Technique, group C stayed as a control group. Both underwent spirometry tests where were evaluated the forced expiratory volume at 1st second (FEV1), forced vital capacity (FVC), peak expiratory flow (PEF) and inspiratory vital capacity (IVC) before and after the application of the method (which lasted two weeks). Results: There was an increase of 8.81% in FEV1, 13.63% in CVF, 18.91% in PEF and a 2.18% decrease in the IVC. Conclusion: Although not statistically significant, the BBT seems to exert a slight positive influence on muscle strength as spirometric parameters of the experimental group increased relative to the control group after the application of the technique.
Descrição: Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Fisioterapia
URI: http://hdl.handle.net/10284/4010
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ana Nobrega 21287.pdfProjeto206,21 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexos.pdfAnexos3,86 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.