Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3887
Título: Práticas interventivas em Casa de Abrigo junto de crianças expostas à violência interparental
Autor: Correia, Ana Lúcia Aranda
Orientador: Sani, Ana Isabel
Palavras-chave: Casas de Abrigo
Crianças
Intervenção
Violência Interparental
Shelters
Children
Intervention
Interparental violence
Data de Defesa: 2013
Editora: [s.n.]
Resumo: Na diversa literatura existente, verifica-se que é frequente o número de crianças que testemunham a violência entre os progenitores, bem como as consequências que dela advêm, de tal forma, que é necessário estar-se atento aos efeitos da exposição à violência interparental nestas crianças, no que diz respeito ao ajustamento global da criança, mas também ao ajustamento individual (Sani & Almeida, 2011). Dados de estudos internacionais revelam que metade das mulheres vítimas de violência doméstica que estão em alojamento de emergência traz os filhos com elas (Cunningham & Baker, 2004), estimando-se que, mais de metade dos residentes em casas de abrigo sejam crianças. Devido à presença de inúmeras necessidades que as crianças expostas à violência interparental acarretam, é pertinente que se intervenha junto destas, quer a nível individual, quer a nível grupal, sendo que os dois tipos de intervenção aplicados em conjunto são mais benéficos para elas (Peled & Davis, 1995). O estudo qualitativo que desenvolvemos teve como objetivo, conhecer junto de técnicos que realizem funções em Casas de Abrigo existentes em território nacional, quais as práticas interventivas junto das crianças filhas das mulheres vítimas de violência doméstica. Trata-se de uma amostra intencional que pretendeu abarcar técnicos de ambos os sexos, idades, formação académica e experiência de trabalho, aos quais foi realizada uma entrevista estruturada preenchida em formulário próprio disponibilizada eletronicamente. Apurou-se, que há uma clara consciencialização por parte dos técnicos relativamente às necessidades evidenciadas pelas crianças residentes nestes acolhimentos, sendo notória ainda, a escassa intervenção realizada com os filhos que acompanham as suas mães para as Casas de Abrigo. A intervenção está direcionada para as progenitoras, para serem trabalhadas competências parentais, vinculação, práticas educativas, regras e rotinas, para que depois sejam aplicadas com os seus filhos. A intervenção direta com as crianças é secundarizada devido à falta de técnicos. Esta investigação poderá ser um contributo para aprofundar o conhecimento relativamente às práticas interventivas usadas junto de crianças expostas à violência interparental em casas de abrigo e também para preencher lacunas que possam existir nestas estruturas, pois na maioria das vezes estas instituições dão prioridade às necessidades das mulheres, havendo assim um défice no que diz respeito à intervenção com crianças.
In the diverse existent literature, we can check that is frequent the number of the children that witness violence between parents, as well as the consequences that come from it, so, it’s necessary to be aware of the effects from the exposure of these children to interparental violence, in respect to the global adjustment of the child, but also to individual adjustment (Sani & Almeida, 2011). Data from international studies reveal that half of the women that suffer from domestic violence that are in emergency accommodation bring their own children (Cunningham & Baker, 2004), it is estimated that, more than half of the residents of shelter houses are children. Due to the presence of countless needs that exposed children have, it’s relevant that we act with them, either individually and in group, being that these two kinds of interventions applied together are more benefic to the children (Peled & Davis, 1995). The qualifying study that we developed aimed for knowing which interventional practices used with children of women victims of domestic violence, near technicians that work in Shelter houses existent in national territory. It’s about an intentional sample that intended to cover technicians of both gender, age, educational background and work experience, which was conducted a structured interview filled in a proper form, which was provided electronically. It was proved, that there is a clear consciousness, by the way of the technicals in relation to the needs identified for children living at women shelters, still being notorious, the shortage intervention performed with the children that follow their mothers for the shelters. The intervention is directed for the mothers, to be worked parenting skills, vinculation, educational practices, rules and routines and then be applied to their children. The direct intervention with the children has been passed to the background, because there is lack of technicians on their shelters. This research may contribute to deepen the knowledge concerning interventional practices used near children exposed to interparental violence at shelter houses, and, also to fill blanks that may exist in this structures, because in most cases these institutions give priority to women needs, instead of children’s.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia Jurídica
URI: http://hdl.handle.net/10284/3887
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese final revista.pdf1,55 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.