Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3885
Título: O Empreendedorismo Feminino
Outros títulos: Estudo no Mercado de Huambo - Angola
Autor: Quintas, Júlio Paulo
Orientador: Cardoso, António
Palavras-chave: Empreendedorismo
Empreendedorismo feminino
Caso estudo
Perfil empreendedor
Huambo
Entrepreneurship
Entrepreneurship Female
Entrepreneur Profile
Case study
Data de Defesa: 2013
Editora: [s.n.]
Resumo: Em Angola o empreendedorismo significa qualificar ou especificar, principalmente, aquele indivíduo que detém uma forma especial e inovadora de se dedicar às actividades de organização, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimento, ou é aquele que modifica, com sua forma de agir, em qualquer área do conhecimento humano. Mas para as mulheres do mercado informal atingirem os níveis de competitividade e passarem para os mercados formais elas devem ter capacidade de planificação e gestão do negócio. Este estudo revelou que mais de 70% das mulheres começaram o negócio movidas apenas para ter um pequeno rendimento no final de cada dia, permitindo manter a sua família. Mesmo com esta contradição, cerca de 95% das mulheres sonham em deixar o mercado informal. As mulheres são as responsáveis principais pelo sustento da família e são também, ao mesmo tempo, as que menos oportunidades têm no mercado de trabalho de Angola. Por isso continuam a ser elas a maioria nesta actividade informal. Este trabalho pretende conhecer a forma como as mulheres vendedoras do mercado informal fazem os seus negócios e quais são os sucessos e como elas se podem integrar no mercado formal. Uma vez reconhecida a dimensão e a importância do mercado informal na sociedade angolana, o presente estudo tem como objectivo analisar o modo como a informalidade é incorporada na actividade empresarial formal. O estudo procurou analisar se as mulheres que fazem planificação de seus negócios têm maior probabilidade de entrarem no mercado formal.
In Angola entrepreneurship is refers qualifying, or specifying, mainly, the individual who holds a special way, innovative activities to engage the organization, implementation, particularly in wealth, in the transformation of knowledge, or is one that modifies, with his course of action in any area of human knowledge. But for women in the informal market reached the level of competitiveness and moving to the formal markets they should be capable of planning and business management. Study revealed that over 70% of women started the business moved to just have a small income at the end of each day, allowing you to maintain your family. Even with this contradiction about 95% of women dream to leave the informal market. Women are responsible for the immediate support of the family and are also at the same time they have fewer opportunities in the labor market and Angola. So they remain the majority in this informal activity. This paper seeks to know how women in the informal market vendors do their business and what are the successes and how they can integrate into the formal market. Once recognized the size and importance of the informal market in Angolan society, this study is to examine how so informality is incorporated into the formal business. The study sought to demonstrate that women who are planning their businesses are more likely to enter the formal market.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos de obtenção do grau de Mestre em Ciências Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10284/3885
Aparece nas colecções:FCHS (DCEC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE MESTRADO VERSÃO FINAL_Júlio Quintas.pdf573,95 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.