Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3853
Título: Vinculação Pré-Natal e Espiritualidade em Grávidas Toxicodependentes
Autor: Henriques, Carolina Miguel Graça
Orientador: Meneses, Rute
Palavras-chave: Gravidez
Toxicodependência
Vinculação
Espiritualidade
Transição
Pregnancy
Addiction
Attachment
Spirituality
Transition
Data: 2013
Editora: [s.n.]
Resumo: O processo de vinculação pré-natal da grávida toxicodependente tem sido pouco estudado, nomeadamente no que diz respeito aos fatores facilitadores e/ou inibidores deste processo. Envolta em riscos, quer para a mãe, quer para o feto, a gravidez na toxicodependência coloca enormes desafios aos profissionais de saúde. Centrado na temática da vinculação pré-natal e espiritualidade em grávidas toxicodependentes realizou-se um estudo de natureza quantitativa, descritivo-correlacional. Aplicou-se a uma amostra de 103 grávidas toxicodependentes que frequentavam as consultas de vigilância de gravidez em maternidades centrais de Lisboa e Coimbra e em agrupamentos de centros de saúde, um questionário constituído por dados sociodemográficos e clínicos, pela escala ‘Antenatal Emotional Attachment Scale’ (Condon, 1993), traduzida e validada para a população portuguesa por Gomez e Leal (2007), e pela ‘Escala de Avaliação da Espiritualidade em Contextos de Saúde’, elaborada e validada para a população portuguesa por Pinto e Pais-Ribeiro (2007). Como principais resultados deste estudo, podemos referir que parecem ser fatores favoráveis a um maior nível de vinculação pré-natal, das grávidas toxicodependentes aos seus bebés: o estado civil, as pessoas com quem as grávidas coabitam, a relação com as pessoas com quem as grávidas toxicodependentes coabitam, o número de consultas de vigilância pré-natal realizadas, o planeamento da gravidez, o desejo da gravidez, a frequência de aulas de preparação para o parto e, finalmente, a espiritualidade destas mulheres. Concluímos ser fundamental a prossecução de estudos nesta área, para que se possam melhorar as respostas assistenciais a estas mulheres, procurando ajudá-las nos processos de transição inerentes ao processo gravídico e à parentalidade.
The process of pre-natal attachment of the pregnant addict has been poorly studied, particularly with regard to the factors that facilitate and/or inhibit the process. Covered in risks both for mother and fetus, pregnancy in drug addiction poses enormous challenges to the health professionals. Centered on the theme of linking prenatal and spirituality in pregnant addicts there was a quantitative study, of correlational-descriptive nature, using a sample of 103 pregnant addicts, under medical surveillance at maternity hospitals located in Lisbon and Coimbra, as well as, located in groupings of Health Centres. We have applied a questionnaire consisting of demographic data, followed by the clinical scale “Antenatal Emotional Attachment Scale” (Condon, 1993), translated and validated for the Portuguese population by Gomez and Leal (2007), and by the Scale for “Assessment of Spirituality in Health Care Contexts”, developed and validated for the Portuguese population by Pinto and Pais-Ribeiro (2007). The main results of this study, led us conclude that as favourable factors, conducting to a higher level of prenatal attachment of the pregnant addicts to their babies are: marital status; the people who cohabit with the pregnant women; the relationship with the people with whom pregnant addicts cohabit; the number of queries performed under prenatal surveillance; pregnancy planning; pregnancy desire; frequency of classes on preparation for childbirth and finally, the spiritual dimension presented by these women. We have concluded that is fundamental to pursuit studies in this area, in order to improve the response and assistance to these women, and to try to help them in the transition processes inherent to pregnancy and parenting.
Descrição: Relatório apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do título de pós-doutoramento em Ciências da Saúde, vertente Promoção da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10284/3853
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Relatórios Técnico/Científicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatorio_CarolinaHenriques.pdfDa capa à introdução, incluindo resumos224 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.