Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3823
Título: A Formação dos Educadores de Infância e a Inclusão de Crianças com Trissomia 21 no Jardim de Infância
Autor: Machado, Nélia Medeiros
Orientador: Pinto, Isabel Pereira
Saavedra, Luísa
Palavras-chave: Formação de educadores de infância
Inclusão
Trissomia 21
Jardim de infância
Kinder garden teachers training
Inclusion
Down Syndrome
kinder garden
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: Tendo presente que o princípio da escola inclusiva consiste em dar as mesmas oportunidades de aprendizagem a todas as crianças devendo, as escolas ajustar-se às suas problemáticas e a cada especificidade, neste estudo o problema centra-se em torno da formação dos educadores de infância e a inclusão de crianças com Trissomia 21 no jardim de infância. Muitos educadores são deparados com crianças com esta síndrome incluídas nas suas salas e, muitas vezes, não se percepcionam como preparados para dar as respostas educativas adequadas à sua problemática podendo, dificultar o desenvolvimento das suas potencialidades. Pretende-se, assim, com este estudo analisar a relação existente entre a formação dos educadores de infância e a inclusão das crianças com Trissomia 21 no jardim de infância. Para o efeito, utilizou-se uma investigação do tipo qualitativo e quantitativo, em que através de uma entrevista semi-estruturada com questões abertas e fechadas, entrevistou-se 40 educadores de infância titulares de turma que leccionam na ilha de São Miguel na rede pública e privada que têm, actualmente ou que já tiveram em anos lectivos anteriores nas suas salas de jardim de infância crianças com Trissomia 21. Para a análise da informação recolhida utilizou-se a técnica de análise de conteúdo e quantificou-se os dados obtidos através da análise de ocorrências. Segundo os resultados constatou-se que a falta de formação dos educadores de infância é um dos grandes entraves à inclusão. Esses profissionais da educação anseiam por ter mais formação na área da Educação Especial, tanto na formação inicial como na contínua, para combaterem os receios, os medos, as inseguranças e as frustrações ao lidarem com essas crianças e, para se sentirem melhor preparados para desenvolverem estratégias adequadas durante a sua intervenção. Como medidas sugeridas, propõe-se aos estabelecimentos de Ensino Superior a alteração dos currículos dos cursos de educadores de infância, incutindo uma disciplina de Necessidades Educativas Especiais em cada ano do curso, abrangendo também uma vertente prática para uma melhor preparação e contacto directo com essas crianças. Para além da formação inicial, sugere-se também mais formação ao nível da formação contínua. Assim, alerta-se aos centros de formação que incluem mais formações nessa área, mas que estas abordem e aprofundem cada tipo deficiência, apresentando as suas características e estratégias de intervenção.
Considering that the first principle of an inclusive school is giving the same opportunities for every single child, schools must adjust to the specifies of children with Down Syndrome in kinder gardens. The main focus in this study is the lack of proper formation of kinder garden teachers and the inclusion of Down Syndrome children in schools. Many teachers have children in their classrooms with that syndrome and are not prepared to answer to their problematic and this could difficult the development of their potentialities. This work analyzes the relation between kinder garden teachers training and the inclusion of children with Down Syndrome. For this purpose, it is used qualitative and quantitative research, wherein through a structured interview with open and closed questions, it was interviewed 40 kinder garden teachers that are working in public and privates schools in São Miguel, who have or had children with Down Syndrome on their classrooms. For the analysis of the information it is considered the content of the interviews and quantified the data obtained by analyzing the occurrence. According to the results obtained by analyzing the material of the interviews, it is obvious that the lack of training is one of the major obstacles to the inclusion. The kinder garden teachers want more training in Special Education to help deal with their fears, insecurities and frustrations when they labor day by day with children with Down Syndrome. As suggested measures, it is proposed to Universities to change the Kinder garden course curriculum, including a special needs major in each year of the course, also including the direct contact with children with Down Syndrome during the training. It is also suggested to implement a continuous formation during the teaching career. Concluding, it is important to include more training in the special needs area to give kinder garden teachers the instruments to help include Down Syndrome children in the Educational Community.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio Cognitivo e Motor
URI: http://hdl.handle.net/10284/3823
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado e Anexos Nélia Machado.pdf1,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.