Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3770
Título: Estudo dos hábitos de consumo de dentífricos na população portuguesa e a relação flúor com a cárie dentária
Outros títulos: avaliação de dentífricos "marca de linha branca"
Autor: Tinoco, Mário Jorge Ferreira
Orientador: Bulhosa, José Frias
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: A higiene oral, baseada na escovagem dentária sinergicamente com os dentífricos, tem vindo a ser usada há dezenas de anos por todo o mundo. Os seus princípios baseiam-se na remoção de restos alimentares e recuperação de um hálito fresco. Contudo, os seus grandes benefícios aumentam na remoção de grande parte da placa bacteriana, assim como do aporte de flúor para proteção contra a cárie dentária. Num contexto de crise económica e com o crescimento das grandes superfícies de distribuição que levaram ao aparecimento dos denominados produtos de marca branca, os hábitos na aquisição de dentífricos poderão estar a sofrer alterações, levando os consumidores a preferirem estes produtos pelo facto dos preços mais baixos. Neste sentido, este trabalho propôs-se a avaliar o consumo e tendência dos dentífricos, correlacionando a situação profissional dos consumidores e medindo o seu grau de confiança e satisfação com os dentífricos que usam diariamente. Para tal, foi efetuado um inquérito à população portuguesa e efetuaram-se análises laboratoriais aos principais dentífricos de marcas brancas e marcas comerciais vendidos em Portugal, de forma a quantificar a concentração total de flúor e verificar se estes estão de acordo com as normas comunitárias. Em média, todos os dentífricos continham as concentrações de flúor rotuladas e de acordo com as recomendações da American Dental Association e Comissão Europeia. Demonstrou-se que 72,7% dos inquiridos não usam para a sua higiene oral dentífricos de marca branca, e destes 62,4% referem Colgate® como a sua pasta de eleição. A dominar as marcas brancas com 3,9% de quota de marcado está a Continente®, seguida da Dentalux Lidl®. No entanto 6,2% dos consumidores reportaram iniciar o seu consumo há menos de um ano, o que demonstra um aumento de 67,7% face aos que os usam há mais tempo, transparecendo assim a confiança e satisfação no seu consumo. Das diferenças das formulações entre dentífricos, concluímos que todas são seguras para o seu uso diário e não colocam em risco a saúde oral dos seus consumidores em termos de flúor, salientando que as marcas brancas tendem a usar parabenos, contrariamente às de marca comercial. O uso simultâneo de monofluorfosfato e fluoreto de sódio demonstram grande benefício, no entanto carecem de mais estudos que possam afirmar esta relação. Oral hygiene, based on tooth brushing synergistically with toothpastes, has been used for decades throughout world. Its principles are based on the removal of food residues and recovering a fresh breath, however the great benefits are in the increase of the removal of much of the bacterium plaque, as well as the contribution of fluoride to protect against dental caries. In a context of economic crisis and the growth of large areas of distribution that led to the appearance of so-called white label products, the purchasing habits of toothpaste may be undergoing changes, leading consumers to prefer these products to the detriment of their low prices. In this sense, this study is aimed to assess the development of consumption and preference of toothpaste, correlating the consumers' employment situation and measuring their degree of confidence and satisfaction with the toothpaste they use daily. For such a national observation was made to the Portuguese population and laboratory tests conducted to the main toothpastes, white brands and trademarks ones, sold in Portugal in order to quantify the total concentration of fluoride and verify that they were in line with EU standards. On average, all toothpastes are labeled and containing the fluoride according to the recommendations of the European Commission and American Dental Association. It was demonstrated that 72,7% of the people inquired did not use a white label toothpaste in their oral hygiene, and 62,4% refer Colgate® to your folder choice. Dominating the white labels with 3,9% of share are the Continente® Supermarkets, then the Dentalux Lidl® Superrnarkets. However, 6,2% of the consumers reported starting their consumption to less than a year which shows an increase of 67,7% compared to those using them for a long time, showing confidence and satisfaction in their consumption. In the differences between the forrnulations of toothpastes, we conclude that all are safe for daily use and do not jeopardize oral health for consumers in terms of fluoride, noting that the store brands tend to use paraben, contrary to commercial trademark. Simultaneous use of monofluorophosphate and sodium fluoride show great benefit, however, it requires further studies to affirm this relationship.
Descrição: Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/3770
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PPG_MarioTinoco.pdf1,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.