Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3688
Título: As atitudes dos professores do 1º ciclo
Outros títulos: percepções e atitudes dos alunos sem NEE face à inclusão dos alunos com NEE na sala de aula no concelho da Ribeira Grande
Autor: Almeida, Silvana de Jesus Tavares
Orientador: Coelho, Fátima
Palavras-chave: Atitudes
Inclusão
NEE
Perceções
Attitudes
Inclusion
SEN
Perceptions
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: A temática deste estudo inscreve-se no modelo de escola inclusiva e tem como objetivos determinar quais os fatores que melhor descrevem as atitudes dos professores do 1º ciclo do ensino básico (1º CEB) face à inclusão de alunos com necessidades educativas especiais (NEE), na sala de aula, no concelho da Ribeira Grande, bem como compreender as relações existentes entre as variáveis (tipo de professor; formação recebida; experiência docente; idade; tempo de serviço e habilitações académicas) com as atitudes face à inclusão. Pretende-se, igualmente, conhecer as perceções e atitudes dos alunos sem NEE face à inclusão dos seus pares com NEE, conhecer e descrever a forma como os primeiros percecionam a natureza, as causas da deficiência e expetativas de vida futura. Neste estudo de cariz descritivo foi utilizada uma metodologia mista na qual participaram 66 Professores do 1ºCEB (57 do ensino regular e 9 de educação especial) do concelho da Ribeira Grande, aos quais foi aplicada uma escala de avaliação de atitudes (AFI). Participaram, também, 16 alunos sem NEE pertencentes a 2 turmas do ensino regular inscritas em escolas inclusivas, com idades compreendidas entre os 8 e 10 anos de idade, através da realização de grupos focais. Os resultados desta investigação sugerem que os docentes do ensino regular apresentam atitudes menos favoráveis à inclusão de alunos com NEE, quando comparados com os docentes de educação especial. No que respeita à formação especializada, contínua e à experiência docente em NEE, as mesmas influenciam as atitudes positivas face à inclusão. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nas variáveis idade, tempo de serviço, habilitações académicas e as atitudes. No que respeita às perceções e atitudes dos alunos sem NEE face aos seus pares, o estudo sugere que os alunos percecionam melhor os seus pares com NEE quando já tiveram experiências de contacto com os mesmos. Os alunos revelaram atitudes mais favoráveis à inclusão de alunos com limitações no domínio motor do que no mental, o mesmo acontecendo em relação às expetativas de vida futura, como a possibilidade de casar, ter filhos e trabalhar. The theme for this study falls within the model of inclusive school and aims to determine which factors best describe the attitudes of teachers of the 1st cycle of basic education (1st CEB) against the inclusion of pupils with special educational needs (SEN) in the classroom, in the municipality of Ribeira Grande, as well as understanding the relationships between variables (type of professor, received training, teaching experience, age, length of service and academic qualifications) with the attitudes towards inclusion. The aim is also to know the perceptions and attitudes of pupils without SEN given the inclusion of peers with SEN discover and describe how the first perceive the nature, the causes of disability and expectations of future life. Descriptive nature of this study we used a mixed methodology in which 66 teachers participated in the 1st CEB ( 57 regular education and 9 special education) of the municipality of Ribeira Grande, to which was applied a rating scale of attitudes (AFI). Also participating 16 students without SEN belonging to two regular classes enrolled in inclusive schools, aged between 8 and 10 years of age, by conducting focus groups. The results of this research suggest that regular education teachers have less favorable attitudes to the inclusion of pupils with SEN, compared with teachers of special education. Regarding specialized training and continuous teaching experience in SEN, the same influence positive attitudes towards inclusion. There were no statistically significant differences in age, length of service, academic achievement and attitudes. Regarding the perceptions and attitudes of pupils without SEN compared to their peers, the study suggests that student’s perceive better their peers with SEN experience when they had contact with them. Students showed more favorable attitudes toward the inclusion of students with physical disabilities than mental disabilities, and the same happened in relation to expectations of future life, such as the ability to marry, have children and work.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio Cognitivo e Motor
URI: http://hdl.handle.net/10284/3688
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_SilvanaAlmeida.pdf1,43 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.