Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3648
Título: Avaliação dos conhecimentos e da existência de fatores de risco da Hipertensão Arterial na população de Pedroso
Autor: Pinto, Ilídia Maria Gomes
Orientador: Santos, José Manuel dos
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: A Hipertensão Arterial (HTA) é o problema de saúde pública mais importante em Portugal e representa a principal causa de morbilidade e mortalidade no país. Trata-se de um problema comum, uma vez que, atinge mais de um terço da população adulta. É um fator de risco para um número elevado de complicações cardiovasculares, que se podem evitar através de mudanças no estilo de vida (Carrageta, 2006). Os objetivos do presente Projeto de Graduação foram: verificar se a população de Pedroso tem conhecimentos sobre os fatores de risco da HTA, identificar se a população de Pedroso constitui um grupo de risco para o desenvolvimento da HTA, identificar quais os principais fatores de risco para o desenvolvimento da HTA na população de Pedroso e saber o que pensa a população de Pedroso sobre o papel do Enfermeiro na prevenção da HTA. Optou-se por um estudo de abordagem quantitativa, do tipo descritivo simples e transversal. Para a realização deste estudo utilizou-se uma amostra de 50 indivíduos da população de Pedroso. Recorreu-se ao método de amostragem não probabilística acidental. Como instrumento de recolha de dados foi utilizado o questionário, sendo que os dados obtidos foram apresentados sob a forma de tabelas após análise e tratamento dos mesmos através do programa SPSS (Statistical Package for Social Sciences) versão 20. Após a apresentação, análise e interpretação dos dados obtidos concluiu-se que a maioria da amostra demonstrou ter “conhecimento bom” sobre fatores de risco da HTA. Os indivíduos que referiram não ter diagnóstico de HTA constituíam um grupo de risco para o desenvolvimento da mesma, por apresentarem fatores de risco como inatividade física, consumo de sal, presença de stress e não avaliação da Tensão Arterial (TA). Os fatores de risco que se verificaram numa maior percentagem no total da amostra foram presença de stress, inatividade física e consumo de sal. Relativamente ao papel do Enfermeiro, a maioria dos indivíduos referiu que este deve sensibilizar a população a alimentar-se de forma saudável, fazer ensino sobre aspetos gerais da HTA e deve monitorizar a TA. É possível prevenir e controlar a HTA através da adoção de estilos de vida mais saudáveis, sendo que o Enfermeiro tem um papel privilegiado nesta área. Verificou-se que na população estudada existe a necessidade de se efetuar educação para a saúde.
Descrição: Projecto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Enfermagem
URI: http://hdl.handle.net/10284/3648
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PDF.pdf652,71 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.