Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3634
Título: O enfermeiro e a criança hospitalizada que convive com a dor
Outros títulos: avaliação e intervenção
Autor: Alexandre, Rita Marques
Orientador: Rodrigues, Anabela
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: Segundo a Associação Internacional para o Estudo da Dor (2005), há uma necessidade urgente de melhorar o tratamento das crianças hospitalizadas com dor. Isto porque, apesar dos enfermeiros admitirem que a criança sente dor, a realidade mostra que estes não têm saberes e práticas definidas e consistentes quando lidam com esta problemática (Vortherms, et al. cit. in Batalha 2003). Neste sentido, os objetivos do presente projeto de graduação, são: identificar como o enfermeiro avalia a dor da criança hospitalizada; identificar os instrumentos mais utilizados pelo enfermeiro para avaliação da dor na criança; identificar as dificuldades do enfermeiro perante a avaliação da dor na criança hospitalizada; e identificar como o enfermeiro intervém na dor da criança hospitalizada. Para o cumprimento destes objetivos recorreu-se à realização de um estudo de investigação quantitativo, exploratório descritivo, com uma amostra não probabilística de conveniência. O estudo foi realizado num serviço de urgência pediátrica, numa unidade local de saúde. A amostra foi constituída por oito inquiridos, e o instrumento utilizado para a colheita de dados foi um questionário construído para o efeito. O tratamento estatístico dos dados, foi realizado com o recurso ao SPSS, versão 20.0. Os resultados sugerem que 75% dos inquiridos avaliam a dor na criança hospitalizada, recorrendo à observação, ao diálogo e a recursos de instrumentos. Avaliação em 37,5% dos inquiridos é realizada através de escalas da dor. Os resultados sugerem ainda que, 87,5% dos inquiridos apresentam, dificuldades na avaliação da dor na criança hospitalizada e 37,5%, utilizam apenas medidas farmacológicas na intervenção para gestão dessa dor. According to the International Association for the study of Pain (2005), there is an urgent need to improve the care of children in pain that are hospitalized. Despite nurses admit that children are in pain, the reality shows that they don’t have consistent clinical knowledge when they were dealing with pain problems (Vortherms, et al. cit. in Batalha 2003). The goals of this graduation project are: Identify how the nurse evaluates pain of hospitalized children; Identify the most useful means of pain evaluation on children; Identify the difficulties of the nurse in pain evaluation of hospitalized children; Identify how the nurse intervenes in hospitalized child pain. To accomplish these goals we have a non-probability convenient sample where we have done an investigation in description and quantitative study. The study was realized in the Pediatric Emergency Room, in a health local unity, and had eight people as sample, where the data collection was done with surveys. The statistics data management, was done using the SPSS , version 20.0. The results suggest that 75% of nurses evaluate pain on the hospitalized children by observation, dialogue and other resources. 37,5% of nurses do their evaluation through pain scales. The results suggest that 87,5% of nurses show difficulties on the evaluation of hospitalized children pain and 37,5% use only pharmacology measures in pain management.
Descrição: Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Enfermagem
URI: http://hdl.handle.net/10284/3634
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Projecto de Graduação FINAL.pdfPG_188591,17 MBAdobe PDFVer/Abrir
Questionário FINAL2.pdfAnexo255,16 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.