Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3625
Título: As competências emocionais em mulheres vítimas de violência conjugal
Autor: Silva, João Fonseca Leal da
Orientador: Sani, Ana Isabel
Caridade, Sónia
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: A literatura sobre os efeitos dos maus tratos conjugais tem vindo a comprovar o impacto desestruturante que este tipo de vitimação tem no funcionamento individual das vítimas, sobretudo mulheres, destacando-se a emergência de emoções e pensamentos disfuncionais (tais como: medo, vergonha, culpa, impotência, tristeza). É igualmente conhecido que os comportamentos abusivos poderão comprometer a forma de atuação das vítimas face a estes, sobretudo na tomada de decisão (e.g., denúncia dos maus tratos, eventual saída da relação). Apesar do investimento científico na área da violência conjugal, as investigações realizadas até à data são omissas quanto às implicações que este tipo de vitimação pode ter na inteligência emocional das vítimas. Desta forma, o presente estudo quantitativo teve como objetivo principal caracterizar as competências emocionais de mulheres que relataram ter sofrido pelo menos uma experiência de vitimação no contexto da conjugalidade, comparando-as com aquelas que admitiram nunca ter sofrido quaisquer experiências desse tipo. Os resultados obtidos demonstraram que as mulheres vítimas de violência conjugal evidenciaram maiores dificuldades quanto à capacidade de lidar com as emoções, de as exprimir e perceber, quando comparadas com as mulheres não vítimas. Assim sendo, estes resultados poderiam refletir, no futuro, alguns ajustamentos às medidas de prevenção e intervenção no sentido de promover as competências emocionais junto dos maiores grupos de risco. Many studies about the consequences of conjugal mistreatment have been supporting the structural impact that this kind of victimization has in its victim’s individual functioning, emphasizing the emergence of dysfunctional thoughts and emotions (such as: fear, shame, guilt, helplessness, sadness). It is equally known that abusive behaviors can compromise the victim’s way of action, mainly towards the decision making (e.g., formal mistreatment complaint, eventual end of the relationship). But despite the scientific efforts directed at the topic of conjugal violence, the conducted investigations to this date are remiss about the implications that this kind of victimization can have in its victim’s emotional intelligence. As such, this present quantitative study had the main objective of characterizing the emotional intelligence faculties of women that report having suffered at least one conjugal victimization experience, comparing them to women that admit to never having suffered any experiences of that kind. This study’s results show that women that suffered from conjugal violence revealed greater difficulties in coping with emotions and both expressing and perceiving them, when compared to non-victimized women. This being the case, in the future these conclusions could come to reflect some adjustments to prevention and intervention policies to include the promotion of emotional competences among the major risk groups.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa, como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia Jurídica
URI: http://hdl.handle.net/10284/3625
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
As Competencias Emocionais em Mulheres Vitimas de Violencia Conjugal.pdf1,94 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.