Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3572
Título: Hábitos de estudo e sua influência no rendimento escolar
Autor: Carvalho, Patrícia da Silva
Orientador: Madeira, Milton
Gomes, Francisco Sampaio
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: O principal objetivo desta dissertação foi analisar os hábitos de estudo tanto em relação aos resultados escolares como em relação ao número de retenções dos alunos, dando-se especial atenção a duas facetas/índices dos hábitos de estudo que são a frequência e o número de horas de estudo em casa, e de que forma estas duas facetas, uma por vez, se relacionam com os resultados escolares dos alunos. E por último, pretendeu-se ainda analisar secundariamente de que forma é que as variáveis género e nível de escolaridade, uma por vez, se relacionam com os hábitos de estudo dos alunos. Esta dissertação é composta por duas partes; a primeira parte corresponde ao enquadramento teórico, que após a revisão da literatura, aborda o tema sobre o (in)sucesso escolar e, por último, os hábitos de estudo, para uma melhor compreensão do tema. Já na segunda parte, sendo esta relativa ao estudo empírico, a amostra foi constituída por 146 alunos, que frequentavam o 8º, 9º, 10º, 11º e 12º ano de escolaridade no qual foi utilizado um Questionário Sociodemográfico desenvolvido pela autora desta dissertação e o Inventário de Estratégias de Estudo – IEE de Leal e Almeida (1993), adaptado por Sampaio e Carvalho (2011). Os principais resultados revelam que os alunos com melhores hábitos de estudo apresentam também melhores resultados escolares. Já quanto ao número de retenções, esta variável não apresenta correlação significativa com os hábitos de estudo. Os alunos que estudam com mais frequência em casa apresentam uma tendência geral a terem melhores resultados escolares, assim como os alunos que estudam mais horas por dia em casa têm tendência a terem melhores resultados escolares. Quanto à relação entre a variável género e o os hábitos de estudo, mostrou-se ser esta relação significativa, e que os alunos do género feminino apresentam melhores hábitos de estudo que os alunos do género masculino. E por último, relativamente à análise entre os hábitos de estudo e o nível de escolaridade, pôde-se verificar que de forma geral há uma relação direta mas não significativa entre estas duas variáveis. Por fim, discutiu-se os resultados, sobretudo quanto à hipótese principal a qual afirma que existe uma relação positiva (direta), moderada e muito significativa entre os hábitos de estudo e os resultados escolares. The main objective of this thesis was to analyze the study habits in relation to school results and the number of students retention, giving special attention to two facets / levels of study habits that are the frequency and number of hours home study, and how these two facets, one at a time, relate with education results of students. Finally, it was intended secondly to analyze how gender and education level variables, one for time, relate with study habits of students. This dissertation have two parts: the first part corresponds to the theoretical framework, that after of the literature review addresses the theme about on the (un) successful school and, finally, study habits, for better understanding of the theme. In the second part, which is on the empirical study, the sample was compose by146 students who attended the 8th, 9th, 10th, 11th and 12th grade in which we used a Sociodemographic Questionnaire that was developed by the author of this dissertation and the Strategies Inventory Study - IEE Leal e Almeida (1993), adapted by Sampaio e Carvalho (2011) The main results show that students with better study habits also have better school results. On the number of retentions, this variable doesn’t have significant correlation with the habits of study. Students who study at home with more often have a general tendency to have better school results, as well as students who study more hours for day at home have better school results.The relation between the gender variable and study habits, showed be this significant relation, and that the students of females gender have better study habits than students of the male gender. For analysis between the study habits and level of education, it was observed that in general there is a direct relation but not significant between these variables. Finally, we discussed the results, especially regarding the main hypothesis that said that there is a positive (direct), moderate relation and highly significant between study habits and school results.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia Clínica e da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10284/3572
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_PatriciaCarvalho.pdf3,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.