Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3551
Título: Formulações Nanoestruturadas de Retinol
Autor: Alves, Marta Isabel Neves
Orientador: Souto, Eliana B.
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: O retinol, comummente designado por vitamina A, é um importante componente para o bom funcionamento do organismo, nomeadamente, ao nível do sistema ocular. Esta substância ativa (SA), apresenta características lipófilas, sendo a sua principal fonte através da alimentação. Um défice de retinol a nível oftálmico conduz a uma alteração na visão no escuro, acarretando o fenómeno de cegueira noturna. Assim, o objetivo desta tese, consistiu no desenvolvimento de uma formulação contendo retinol para a aplicação tópica, capaz de entrar diretamente no ciclo do olho. Para tal, inclui-se na formulação das nanopartículas um lípido catiónico para promover o aumento das propriedades mucoadesivas já características das nanopartículas de lípidos sólidos (do inglês, “solid lipid nanoparticles”, SLN) permitindo um aumento da biodisponibilidade da SA. A formulação das SLN foi obtida com recurso ao método de homogeneização a alta velocidade. Neste método, a fase lipídica, constituída por Precirol® ATO 5 e pelo brometo de cetiltrimetilamónio (do inglês, “cetyltrimethyammonium bromide”, CTAB), é submetida a aquecimento a cerca de 5-10°C acima do ponto de fusão dos lípidos usados. A fase aquosa, contendo um agente tensioativo, foi também submetida a aquecimento à mesma temperatura que a fase lipídica, procedendo-se, posteriormente, à emulsificação de ambas as fases, a 6000 rpm, durante 20 min. Para as SLN contendo retinol, foi necessário efetuar uma dissolução prévia da SA em etanol sob homogeneização e posterior evaporação do solvente. As formulações obtidas foram acondicionadas em frascos de vidro, deixando-se arrefecer até atingirem a temperatura ambiente. Para a avaliação das SLN produzidas, procedeu-se à determinação de alguns parâmetros físico-químicos, nomeadamente, o tamanho médio de partícula (TMP), o índice de polidispersão (IP) e o potencial zeta (PZ) com recurso à técnica de espetrofotómetria de correlação fotónica, morfologia das partículas por microscopia de fluorescência, capacidade de carga (CC) e eficácia de encapsulação (EE) com recurso a técnicas espetrofotométricas.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/3551
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
T_MartaAlves.pdf1,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.