Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3546
Título: Esfingolípidos
Outros títulos: mediadores moleculares da resposta celular e potenciais alvos terapêuticos
Autor: Barroso, Alvim Manuel Matos
Orientador: Ribeiro, Maria Gil Roseira
Palavras-chave: Esfingolípidos
Ceramida
Esfingolipidoses
Doenças complexas
Modulação do metabolismo
Sphingolipids
Ceramide
Sphingolipidosis
Complex diseases
Metabolism modulation
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: Os esfingolípidos, descritos em 1876 por J.L.W. Thudichum, são considerados constituintes essenciais das membranas das células eucarióticas. Para além do seu papel estrutural estão também envolvidos na sinalização celular. Do ponto de vista estrutural, os esfingolípidos derivam da esfingosina. A acilação da esfingosina com um ácido gordo de cadeia longa origina a ceramida, que constitui a base molecular de todos os esfingolípidos. O seu metabolismo integra vários compartimentos intracelulares que incluem o retículo endoplasmático, o complexo de Golgi, a membrana plasmática e o sistema endossomal/lisossomal. Alguns dos seus metabolitos, como a ceramida, a esfingosina, e a esfingosina-1-fosfato actuam como moléculas bioactivas, estando envolvidas em diversos eventos celulares, nomeadamente na regulação do crescimento celular, diferenciação, senescência, inflamação e apoptose. Uma das vias metabólicas mais interessantes do ponto de vista fisiológico e patológico é a via da esfingomielinase. Esta via permite regular o nível intracelular dos esfingolípidos bioactivos através da acção concertada de duas famílias de enzimas, as esfingomielinases, que convertem a esfingomielina em ceramida, e as ceramidases que convertem a ceramida em esfingosina. Cada uma destas famílias de enzimas exibe especificidade quanto ao compartimento celular/tecido e à natureza química do substrato. De facto, as células vivas contêm diversas espécies de ceramidas que diferem na extensão e grau de insaturação da cadeia acilo, o que parece ter grande importância e influência nas suas actividades biológicas. Nas últimas décadas, a diversidade estrutural e funcional dos SLs tem suscitado algum interesse, em grande parte devido ao seu envolvimento em patologias de etiologia muito diversa mas com considerável impacto em termos de Saúde Pública. Neste contexto, o presente trabalho de pesquisa bibliográfica foi elaborado com o objectivo de proporcionar uma visão relativamente integrada sobre a estrutura, função e metabolismo dos esfingolípidos em situações normais e em situações patológicas específicas, esperando-se que represente um contribuição útil para a difusão do conhecimento sobre estas multifacetadas e enigmáticas moléculas. The sphingolipids, described in 1876 by JLW Thudichum are considered essential constituents of the membranes of eukaryotic cells. In addition to its structural role, they are also involved in cell signaling. From the structural point of view, the sphingolipids are derived from sphingosine. Acylation of sphingosine with a long chain fatty acid gives rise to the ceramide, which is the molecular basis of all sphingolipids. Its metabolism comprises several intracellular compartments including the endoplasmic eticulum, the Golgi apparatus, the plasma membrane and the system endosomal / lysosomal system. Some of its metabolites, such as ceramide, sphingosine, and sphingosine 1-phosphate act as signaling and communication bioactive molecules, being involved in various cellular events, in particular in the regulation of cell growth, differentiation, senescence , inflammation and apoptosis. One of the metabolic pathways more interesting from the physiological and pathological standpoints is the metabolism of sphingomyelinase. This route is implicated in the regulation of the intracellular level of bioactive sphingolipids through the coordinated action of two families of enzymes, sphingomyelinases, which convert sphingomyelin into ceramide, and ceramidases, that convert ceramide in sphingosine. Each of these families of enzymes shows specificity regarding to the cell compartment / tissue and the chemical nature of the substrate. In fact, the living cells contain different species of ceramides which differ in length and degree of unsaturation of the acyl chain, which seems to have great importance and influence on their biological activities. The structural and functional diversity of sphingolipids has attracted some interest in recent decades, largely due to its involvement in diseases of diverse etiology, but with considerable impact on public health. In this context, a literature review on these topics was prepared aiming to provide an integrated vision of the structure, function and metabolism of sphingolipids in normal and disease states, expecting that this work represents an useful contribution to the diffusion of the knowledge about these multifaceted and enigmatic molecules.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/3546
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
T_AlvimBarroso.pdf1,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.