Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3521
Título: A complexidade da violência doméstica
Outros títulos: contributos para a justificação da intervenção social em rede
Autor: Ferreira, Cláudia Gonçalves
Orientador: Santos, Luís
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: O fenómeno da violência doméstica é uma realidade profundamente complexa e fortemente presente em Portugal. A diferenciação de género transmitida pelo discurso essencialista no passado deixou marcas simbólicas presentes. A dominação e o poder masculinos não são indissociáveis a esta realidade. No entanto, importa questionar a crença de um mundo naturalmente ordenado, situando-nos, teoricamente, numa construção social da realidade do que é ser homem e ser mulher. A violência doméstica é, ainda, um acto predominantemente perpetrado por um homem contra uma mulher, ainda que não se possa generalizar este fenómeno. De facto, existem realidades, ainda pouco visíveis, como a violência perpetrada contra o homem e a violência entre Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transsexuais. A ocultação, por vezes, desses fenómenos provém, por um lado, em não se aceitar o homem como vítima, sendo que o mesmo está historicamente marcado pelo papel dominante que lhe foi imposto. Por outro lado, o facto de a sociedade, ainda hoje estabelecer símbolos de estigma relativamente a uma orientação sexual não normativa, dificulta o conhecimento real da incidência do crime de violência doméstica numa relação homoafectiva. O trabalho desenvolvido pelo Departamento de Investigação e Acção Penal do Porto em conjunto com o Gabinete de Apoio e Informação à Vítima em matéria de violência doméstica proporcionou uma intervenção social em rede. Esta metodologia de intervenção parece-nos adequada para responder às múltiplas necessidades das vítimas. Mais concretamente as áreas do direito, da psicologia, da criminologia e do serviço social permitem uma abordagem diferenciada do fenómeno, que por si, leva a uma intervenção planificada e partilhada, respondendo de uma forma mais célere e eficaz às situações de violência doméstica. O estudo empírico é composto por dois estudos. Pretendeu-se com o Estudo 1, intitulado, Mapeamento dos tipos de crime de Violência Doméstica por decisão judicial em curso no ano de 2010, conhecer o volume processual de crimes de violência doméstica do Departamento de Investigação e Acção Penal do Porto no ano de 2010, facultados por este último, tendo através de uma base de dados criada no programa estatístico Stastistical Package for the Social Sciences®19, procedido a uma análise de estatística descritiva. Com o Estudo 2, intitulado, Configurações construídas pelos profissionais ligados à área da Violência Doméstica, aferimos os posicionamentos dos profissionais, das áreas mencionadas acima, em torno do fenómeno e da intervenção na esfera da violência doméstica, através de entrevistas semi-estruturadas e em profundidade. The phenomenon of domestic violence is a reality deeply complex and strongly present in Portugal. The gender difference transmitted by essentialist discourse in the past has left marks symbolic present. The male domination and power are not inseparable from this reality. However, it is important to question the belief of a naturally ordered world, situating us theoretically a social construction of reality of being a man and being a woman. Domestic violence is still predominantly committed an act of a man to a woman, but one cannot generalize the phenomenon. In fact, there are realities, yet unobtrusive, such as violence against men and violence among Lesbians, Gays, Bisexuals and Transsexuals. The concealment sometimes these phenomena derive, on the one hand, not to accept the man as a victim, while the same is characterized by dominant role historically it was imposed. On the other hand, the fact that society still establish symbols of stigma in relation to a non-normative sexual orientation, hampering the real knowledge of the incidence of crime of domestic violence in a relationship homoaffective. The work of the Department of Investigation and Prosecution of Porto together with the Office of the Victim Support and Information on domestic violence intervention provided a social network. This intervention methodology seems to us appropriate to respond to the multiple needs of victims. In particular areas of law, psychology, criminology and social service allow a differentiated approach to the phenomenon, which itself leads to an intervention planned and shared, responding in a more rapid and effective response to domestic violence. The empirical study consists of two studies. It was intended to Study 1, entitled, Mapping the types of crime of domestic violence by ruling underway in 2010, knowing the volume of cases of domestic violence crimes from the Department of Investigation and Prosecution of Porto in 2010, provided by the latter, taking over a database created in the program Statistical Package for the Social Sciences®19, conducted an analysis of descriptive statistics. In Study 2, entitled, Settings built by professionals related to the field of Domestic Violence, we measure up the placements of professionals in the areas mentioned above, around the phenomenon of intervention in the sphere of domestic violence, through semi-structured interviews and in-depth.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Serviço Social
URI: http://hdl.handle.net/10284/3521
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_16496.pdf1,4 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.