Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3335
Título: Estudo de caso sobre o tipo de maus-tratos exercidos em idosos no domicílio e a proposta de um programa de prevenção
Autor: Bastos, Jaime Maia de Oliveira
Orientador: Martins, José Soares
Palavras-chave: Idoso
Tipo de Maus-tratos
Identificação dos Agressores
Elderly
Type of Maltreatment
Identification of offenders
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: Os maus-tratos na terceira idade podem ser definidos como um ato único ou repetido, ou ainda, ausência de ação apropriada que cause dano, sofrimento ou angústia confiança (OMS, 2002). O objetivo da presente investigação é estudar os vários tipos de maus-tratos exercidos em idosas a viver no domicílio. Quais os tipos de maus-tratos existentes (físicos, psicológicos e emocionais e sexuais). Quem são os agressores que exercem este tipo de maus tratos (familiares ou cuidadores informais). Quem são os familiares que o fazem (filhos, genros, netos e sobrinhos) e se estes tem a noção que são vítimas de maus-tratos. Pretende-se estudar o impacto dos maus-tratos exercidos em idosos e abordar a intervenção psicológica feita nestes idosos. Propomo-nos ainda a executar um programa de prevenção de maus-tratos. Desenho e método: A metodologia é qualitativa, é designada por naturalista. O método utilizado foi estudo de caso e a recolha de dados foi a entrevista (entrevista estruturada) e fez-se a descodificação desta através da análise de conteúdo, que foi organizada em várias categorias (o dia à dia; medo/insegurança; maus-tratos físicos; suporte social/sociedade; suporte familiar/família; maus-tratos emocionais; idade; violência financeira; esperança e fé; saúde; resignação; situação económica/financeira; local onde vive; ocupação dos tempos livres/lazer; e identificação do agressor). Instrumentos: Question to Elicit Elder Abuse (QEEA) de Carney, Kahan e Paris (2003); Mini Mental State (MME) de Folstein, Folstein, & Marshall, 1975; Inventário de sintomas Psicopatológicos (BSI) de Derogatis & Spencer, 1982. Resultados: Maus-tratos Físicos: Caso 1 (C1) ….“Já fui empurrada e maltratada com alguma violência”… “O sobrinho que não vive comigo”….”Deu-me uma estalada e agarrou-me o braço”………. Caso 2 (C2)………………….Não foi vítima de maus-tratos físicos. Conclusão: Segundo Koseberg (1988, cit.in APAV, 2010) a maior parte dos idosos são emocionalmente vulneráveis, porque estão sujeitos a uma vitimação continuada, que os leva à resignação e á vulnerabilidade. Ambas são vítimas de maus-tratos Psicológicos, Financeiros e de Negligência. Elderly Type of Maltreatment can be defined as a single or repeated act, or even lack of appropriate action which causes injury, suffering or distress trust (WHO 2002). The purpose of this research is to study the various types of abuse exercised in elderly living at home. What types of maltreatment (physical, psychological and emotional and sexual). Who are the perpetrators who carry this type of maltreatment (family or informal caregivers). Who are the relatives that do (kids, husbands, nephews and grandchildren) and if they have the notion that they are victims of maltreatment. It is intended to study the impact of abuse exercised in the elderly and address the psychological intervention in these elderly made. We propose also running a program to prevent abuse. Design and method:The methodology is qualitative, is known as a naturalist. The method used was case study and data collection was the interview (structured interview) and became a decoder through this content analysis, which was organized into several categories (day to day; fear/insecurity, ill-treatment physical, social support/society, family support /family, emotional abuse, age, financial violence, hope and faith, health, resignation, economic/financial; where you live; leisure time / hobbies, and identification of the aggressor). Instruments: Question to Elicit Elder Abuse (QEEA) Carney, Kahan and Paris (2003), Mini Mental State (MME) of Folstein, Folstein, & Marshall, 1975; Psychopathological Symptoms Inventory (BSI) of Derogatis & Spencer, 1982. Results: Physical abuse: Case 1 (C1) .... "I've been pushed around and bullied with some violence" ... "The nephew who does not live with me" .... "He gave me a slap and grabbed me by the arm" .......... Case 2 (C2) ...................... not been the victim of physical abuse. Conclusion: According Koseberg (1988 cit.in APAV, 2010) most of the elderly are emotionally vulnerable, because they are subject to continued victimization, which leads to resignation and will be vulnerable. Both are victims of abuse, Psychological, Financial and Neglect.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa, como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia Clínica e da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10284/3335
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.